Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Cristiano Ronaldo nunca pensou marcar 100 golos nas taças europeias

Logótipo de LusaLusa 13/04/2017 Ana Marques Gonçalves
FILIP SINGER/EPA © EPA / FILIP SINGER FILIP SINGER/EPA

Madrid, 13 abr (Lusa) – Cristiano Ronaldo disse hoje que nunca pensou ser o primeiro futebolista a atingir os 100 golos nas taças europeias, mostrando-se muito contente por ter alcançado uma nova marca histórica na sua carreira.

“É uma honra muito grande fazer 100 golos na Europa. Ontem [quarta-feira] foi um dia muito especial, com uma vitória importantíssima. Estou muito contente. Quero agradecer ao Real Madrid a oportunidade que me deu de fazer uma carreira brilhante neste clube e aos meus colegas também”, disse hoje o internacional português, no centro de treino de Valdebebas.

Antes de começar o treino de recuperação, Cristiano Ronaldo, que na noite de quarta-feira atingiu a marca de 100 golos nas taças europeias, ao bisar na vitória por 2-1 na visita ao Bayern Munique, na primeira mão dos quartos de final da Liga dos Campeões, recebeu das mãos do presidente Florentino Pérez uma camisola comemorativa da sua nova marca.

“Quando comecei a marcar golos na ‘Champions’ nunca pensei que ia bater este recorde. Para mim, é uma honra, porque é um número muito difícil. Estou maravilhado e muito contente”, disse o avançado aos meios de comunicação do Real Madrid.

O capitão da seleção portuguesa relatou as sensações que sentiu durante o encontro com o Bayern Munique.

“Antes de subir ao relvado, pensava que ia ser um jogo complicado, que o Bayern ia entrar em força no jogo, mas depois de falharem o penálti tive a convicção de que a nossa equipa iria animar-se e que a segunda parte ia ser nossa. Marquei eu, mas poderia ter sido outro jogador”, frisou.

Ronaldo qualificou ainda os golos marcados na quarta-feira: “Descreveria os golos de ontem de forma muito simples: impressionantes. Foram únicos, porque estávamos a perder e era muito complicar ‘remontar’. Fizemo-lo uma vez mais e, depois de marcar dois golos, fiquei contentíssimo por ajudar o Real Madrid a ganhar. Oxalá haja outro ‘bis’ no [estádio] Bernabéu”.

O português anteviu também o encontro da segunda mão dos quartos de final da Liga dos Campeões, considerando que o trabalho não está feito.

“Temos uma pequena vantagem e espero que os adeptos estejam connosco e nos ajudem, porque vai ser uma batalha complicada. Espero que o Real Madrid ganhe e que passemos às meias-finais. Sabemos que abril é um mês complicado, decisivo e vejo a equipa bem. O ‘mister’ [Zinedine Zidane] fez uma boa gestão, rodou o plantel e estamos preparados para a reta final”, concluiu.

AMG // NFO

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon