Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Cristiano Ronaldo resolve dérbi madrileno com histórico 'hat-trick' no Calderón

Logótipo de LusaLusa 19/11/2016 Pedro Belo da Fonseca
EMILIO NARANJO/EFE © EPA / EMILIO NARANJO EMILIO NARANJO/EFE

Madrid, 19 nov (Lusa) – O futebolista português Cristiano Ronaldo escreveu hoje história no Vicente Calderón, ao marcar os três golos que permitiram ao líder Real Madrid vencer por 3-0 no reduto do ‘irreconhecível’ Atlético de Madrid, na 12.ª jornada da Liga espanhola.

O melhor marcador da história dos ‘merengues’ passou a ser também o ‘rei’ dos golos nos dérbis madrilenos, ultrapassando Di Stéfano, ao faturar aos 23, 71 e 77 minutos, antes de ser substituído pelo colombiano James Rodriguez, aos 83.

Ronaldo inaugurou o marcador num livre direto muito feliz, já que a bola desviou na barreira e traiu Oblak, chegou ao ‘bis’ de penálti, que o próprio ‘cavou’, caindo perante Savic, e apontou o terceiro à boca da baliza, limitando-se a encostar um passe da esquerda do galês Gareth Bale.

Com o ‘hat-trick’, o ‘capitão’ da seleção lusa igualou os ‘catalães’ Lionel Messi e Luis Suárez na liderança dos marcadores da prova, com oito tentos.

Por seu lado, o Real Madrid cimentou a liderança, comando agora mais quatro pontos do que o ‘Barça’, que, desfalcado de Lionel Messi, devido a uma indisposição de última hora, ficou-se por um empate a zero na receção ao Málaga, num embate em que esbarrou no guarda-redes camaronês Carlos Cameni.

Também sem o uruguaio Luís Suárez, castigado, os catalães só foram realmente superiores a partir dos 68 minutos, quando Diogo Llorente viu o vermelho direto, após falta muito dura sobre Neymar, ‘massacrando’, então, a equipa de Málaga.

Apesar das sucessivas ocasiões, algumas protagonizadas pelo português André Gomes, entrado aos 68 minutos, o ‘Barça’ não conseguiu marcar, frente a um Málaga que ainda acabou com nove, face à expulsão de Juan Carlos, aos 90+7, pouco depois da entrada em campo de Duda, para ‘queimar’ tempo.

Pela manhã, o Sevilha, com Daniel Carriço nos primeiros 45 minutos, venceu por 3-2 no reduto do Deportivo, que contou com Luisinho e Bruno Gama todo o jogo, graças a um tento de Gabriel Mercado aos 90+2.

Os locais chegaram a 2-0, com golos do holandês Ryan Babel, no minuto inicial, e do romeno Florin Andone, aos 42, mas o francês Steven N’Zonzi reduziu, aos 44, e Vitoto restabeleceu a igualdade, aos 87, antes do argentino decidir.

Como o triunfo no reduto do ‘Depor’, o Sevilha isolou-se, provisoriamente, no terceiro lugar, com 24 pontos.

No outro encontro de hoje, o Eibar recebeu e bateu o Celta de Vigo por 1-0, com um tento de Fran Rico, aos nove minutos, enquanto sexta-feira, no arranque da ronda, o Bétis venceu em casa o Las Palmas por 2-0.

PFO // PFO

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon