Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Daniel Ramos pede "mais Marítimo" e aponta à Liga Europa

Logótipo de O Jogo O Jogo 04/03/2017 Hugo M. Monteiro

Treinador dos insulares quer consolidar o sexto lugar para poder almejar "outros voos".

O treinador do Marítimo, Daniel Ramos, garantiu este sábado que pensa apenas em vencer o Vitória de Setúbal, no domingo, para a 24ª jornada da I Liga, para continuar a série imbatível dos madeirenses.

© Estela Silva/LUSA

Os verde rubros não perdem há nove jogos no campeonato, embora tenham empatado em cinco das últimas seis partidas, mas o técnico deixou claro que a vontade do Marítimo é sempre de conquistar os três pontos.

"Nós pensamos sempre em ganhar, não são os empates que nos fazem dizer que temos de ganhar, é sim a nossa prestação. Temos toda a intenção de vencermos, seja em casa ou fora. É sempre a nossa orientação e temos um foco grande em querer regressar às vitórias", afirmou, na conferência de imprensa de antevisão do jogo, nos Barreiros.

Para voltar a conhecer o sabor da vitória, Daniel Ramos deixou um apelo à massa associativa, à qual deixou rasgados elogios pelo apoio dado até agora, mas pediu ainda mais para o que resta da época.

"Estamos a entrar na última fase do campeonato e precisamos ainda mais deles. O desafio é que tragam mais Marítimo para o estádio. Mais cor, mais camisolas, mais cachecóis. Se isso acontecer, com o estádio cheio, vamos ser mais fortes", manifestou, com a ambição de reforçar o sexto lugar na tabela e de "atingir, quem sabe, as competições europeias".

A motivação alta também surge do adversário, o Vitória de Setúbal, que se encontra a quatro pontos dos insulares.

Daniel Ramos considera que os sadinos são mais fortes em casa do que quando jogam na condição de visitantes, mas assegurou que o grupo está a "levar muito a sério" este desafio.

"É uma equipa que joga bem, está confiante, tem jogadores com boa qualidade técnica do meio-campo para a frente. Consegue ombrear com qualquer adversário e já o provou quando ganhou ao Benfica", referiu, apontando o aspeto defensivo do Marítimo como importante para contrariar o valor da equipa treinada por José Couceiro.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon