Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Daniel Ramos: "Só algo excecional me fará sair do Marítimo"

Logótipo de O Jogo O Jogo 22/05/2017 Hugo M. Monteiro

Treinador da formação insular realça o "fator surpresa" do futebol, mas garante que está motivado para continuar na Madeira.

© Gonçalo Delgado/Global Imagens

Daniel Ramos mantém-se fiel à sua posição. Esta segunda-feira, à margem da receção do Marítimo pelo Governo Regional da Madeira, o treinador dos verde rubros admitiu que "só algo excecional" o tirará do Estádio dos Barreiros.

"O meu compromisso está assumido. O que ressalvei e continuo a dizer é que há a possibilidade de haver surpresas. Isso pode acontecer com o treinador do Marítimo. Sinto-me valorizado e desejado. Não vou dizer a quantidade de abordagens que tive, mas foram várias. Fica difícil dizer o que é o nosso futuro imediato. Posso ser alvo dessa necessidade de sair. O que disse ontem [domingo] é que me sinto muito bem no clube e grato. Estou motivado para continuar e só algo excecional me fará sair", afirmou o técnico. O presidente do Marítimo, por sua vez, reiterou que conta com Daniel Ramos para a próxima época, tocando numa questão de "consciência tranquila":

"Não vou fazer de tudo, já fiz de tudo para o manter. Estava convicto de que iria cumprir os anos de contrato, de que iria fazer um bom trabalho. Atingimos esse objetivo que traçámos. Não podemos abandoná-lo agora. Daniel Ramos é conhecedor da realidade da região autónoma da Madeira. Penso que ele próprio não ficaria de consciência tranquila se abandonasse o projeto no início. Estou convicto de que vai ser o treinador na próxima época. Ele já sabe que não o vou libertar por qualquer coisa", rematou Carlos Pereira.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon