Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Daniel Samico: "Grave é Jaime Marta Soares ser atacado barbaramente"

Logótipo de O Jogo O Jogo 27/03/2017 Hugo M. Monteiro
© Filipe Amorim/Global Imagens

Vice-presidente da Juventude Leonina considera que a polémica em redor da claque da Seleção está a ser usada para "escamotear" os insultos ao presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting.

Daniel Samico não viu qualquer tipo de desacatos na claque da Seleção antes do jogo entre Portugal e a Hungria, no sábado. Em declarações à SIC Notícias, o vice-presidente da Juventude Leonina, considera que a polémica que se instalou em redor dos insultos dirigidos ao Benfica está a ser utilizada para "escamotear outros acontecimentos mais graves".

"Vejo este caso de forma normal. Não vi desacatos, vi um grupo de adeptos do Benfica a provocarem adeptos de outros clubes, que responderam. Vi coisas piores como atacarem o presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting, algo que me parece estar a ser escamoteado por estes acontecimentos. Ouvi cânticos de apoio à Seleção e um vídeo com provocações de parte a parte, mas sem incidentes graves. Decidimos apoiar a Seleção e fomos criticados, mas ninguém critica um presidente da Mesa da Assembleia Geral de um clube ser atacado barbaramente por adeptos de outra equipa, isso é que é grave", atirou Samico.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon