Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Decisão tomada: Ricardo Horta é para continuar em Braga

Logótipo de O Jogo O Jogo 04/05/2017 Hugo Monteiro

Empréstimo termina no final da época, mas a SAD pretende garantir o internacional português a título definitivo. Juan Carlos incluído no negócio como moeda de troca.

A preparação da próxima temporada do Braga já se encontra em processo acelerado e, depois de asseguradas as contratações de Fransérgio e Dyego Sousa (Marítimo), a SAD pretende garantir a continuidade de Ricardo Horta para além do atual empréstimo, que termina no final do próximo mês de junho. O extremo encontra-se contratualmente ligado ao Málaga por mais dois anos (até junho de 2019), ainda que o clube espanhol já tenha informado que não tem a intenção de incluir o jogador no plantel da próxima época. Aos 22 anos, e ainda com uma boa margem de progressão, o internacional português deseja dar continuidade à carreira em Braga, sendo esse um trunfo que a SAD pretende usar nas negociações com o Málaga.

© Hugo Delgado/EPA

Para além disso, o clube andaluz também já manifestou interesse em manter Juan Carlos nos seus quadros. O extremo espanhol encontra-se emprestado ao Málaga pelo Braga, que detém os direitos desportivos do jogador e ainda 10 por cento dos direitos económicos. Juan Carlos tem feito uma boa época em Espanha (26 jogos no campeonato, 22 como titular, e dois golos marcados) e será mais um argumento de peso na negociação por Ricardo Horta.

O português foi contratado em 2014 pelo Málaga, que pagou cerca de meio milhão de euros para o resgatar ao V. Setúbal. Depois de duas épocas em Espanha (três golos em 56 jogos), que lhe proporcionaram uma chamada à Seleção Nacional, na altura treinada por Paulo Bento (esteve na derrota caseira com a Albânia, no arranque da qualificação para o último Campeonato da Europa), Ricardo Horta acabou por aceitar o desafio de regressar no início desta época a Portugal para representar o Braga.

Neste momento, o extremo é o jogador com mais partidas disputadas pelos arsenalistas ao longo da temporada (41), mais quatro do que Baiano (37), tendo já marcado oito golos, num registo interno que só Rui Fonte (15) e Pedro Santos (9) conseguem bater. Esta também é, em termos individuais, a melhor época de Horta, tanto em número de jogos, como de golos marcados.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon