Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Declaração de Belém, para estudar o Atlântico Sul, é hoje assinada em Lisboa

Logótipo de O Jogo O Jogo 13/07/2017 Administrator

A Torre de Belém é hoje palco da assinatura de uma declaração que junta União Europeia, África do Sul e Brasil na investigação do Atlântico Sul, no estudo de áreas como segurança alimentar, alterações climáticas e correntes oceânicas.

"O Atlântico Sul é o ponto de viragem de um mecanismo --- a circulação oceânica global --- que liga os oceanos e afeta os climas regionais. Teme-se que a circulação oceânica global, graças à qual parte do noroeste da Europa conhece invernos mais suaves e mais húmidos do que outros países da mesma latitude, desapareça ou seja modificada pelas alterações climáticas. Daí poderiam advir, do Antártico ao Ártico, consequências sem precedentes para o clima mundial, pelo que é extremamente importante que os cientistas compreendam melhor todo o sistema do oceano Atlântico" refere um comunicado de imprensa sobre a Declaração de Belém.

O documento que junta a União Europeia, a África do Sul e o Brasil é assinado cerca das 13:00, na Torre de Belém, "testemunho das primeiras viagens atlânticas e um marco simbólico da abertura da Europa ao mundo", na presença do presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

"A declaração será assinada em nome da União Europeia por Carlos Moedas, Comissário europeu para a Investigação, Ciência e Inovação; por Naledi Pandor, Ministra da Ciência e Tecnologia da África do Sul; e por Gilberto Kassab, Ministro de Estado para a Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações do Brasil", precisa o comunicado.

Segundo a informação divulgada, um dos objetivos deste acordo "é o reforço das observações no oceano Atlântico, através da congregação de recursos e conhecimentos, para se garantir o apoio necessário à proteção dos ecossistemas que se encontram sob pressão".

A assinatura da Declaração de Belém decorre à margem da conferência internacional 'A New Era of Blue Enlightenment', organizada pela Comissão Europeia na Fundação Champalimaud, em Lisboa, entre 12 e 14 de julho.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon