Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Delegação da União Europeia lamenta assassinato de jornalista no México

Logótipo de O Jogo O Jogo 10/10/2017 Administrator

A delegação da União Europeia no México, as embaixadas dos Estados-membros, bem como a Noruega e a Suíça lamentaram hoje o assassinato do jornalista Édgar Daniel Esqueda, referindo que demonstra o "preocupante" grau de violência no país.

Num comunicado conjunto, as instituições expressam as suas "condolências e profunda solidariedade com os familiares e parentes do jornalista", que foi encontrado sem vida no dia 06 de outubro, com marcas de tortura, no Estado de San Luis Potosí.

Édgar Daniel Esqueda, que foi sequestrado de sua casa, colaborou com os órgãos de comunicação social Vox Populi", "Inform San Luis" e "Metrópolis San Luis".

Esqueda é o 11.º jornalista a ser morto no país este ano, o que, de acordo com as entidades, demonstra o "preocupante grau de violência e intimidação que muitos jornalistas enfrentam no México".

"Expressamos a nossa preocupação com a falta de resultados nas investigações abertas para esclarecer os casos anteriores de assassinatos de jornalistas", acrescenta o documento.

A deleção e as embaixadas fizeram um apelo às autoridades mexicanas para que façam "todos os esforços possíveis" para realizar uma investigação "acelerada e transparente", para que os responsáveis sejam identificados e julgados.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon