Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Depois da estreia de sonho, Sérgio Conceição fala em paixão e no "mar azul"

Logótipo de O Jogo O Jogo 09/08/2017 Hugo M. Monteiro
© JOSE COELHO/LUSA

Treinador do FC Porto surgiu sorridente na flash interview que sucedeu a goleada (4-0) ao Estoril, que ditou uma entrada com o pé direito dos dragões no campeonato.

Análise: "Foi uma vitória justa. Na primeira parte, em alguns momentos do jogo podíamos e devíamos ter circulado mais rápido e não o fizemos. Tivemos alguma dificuldade mas com o decorrer do jogo, com aquilo que é a nossa intensidade no jogo, a procura constante de condicionar o adversário, de estar sempre vivo e presente no jogo traduziu-se em golos".

Nervosismo na estreia?: "A pressão é sempre positiva. Os jogadores poderão sentir essa pressão no início do campeonato, procuram dar uma resposta igual à da pré-época mas isso é natural. Sabia que isso se ia perder com o decorrer do jogo e não era algo que ia condicionar a equipa. É uma situação normal e não acontece só no FC Porto. É o primeiro jogo e é sempre aquela ansiedade boa e quando existe, é bom sinal. Os jogadores ficam vivos, contentes e desconfiados do adversário".

Adeptos: "Foi um apoio fantástico. Este mar azul é o 12.º jogador. Sentir esse apoio, esta grandeza, esta paixão que sentem pelo clube, isso passa e transmite-se para o grupo de trabalho. Parabéns para eles".

Soares: "Houve um sinal da parte do Tiquinho. Vamos ver o que passa amanhã com o departamento médico para saber melhor a gravidade da lesão. Estávamos em plena sintonia e assumimos esta responsabilidade. Foi um ponto menos bom daquilo que foi um jogo muito positivo da nossa parte".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon