Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Depoitre: "Por vezes parece que sou o bode expiatório"

Logótipo de O Jogo O Jogo 03/04/2017 Hugo Monteiro
© Ivan del Val/Global Imagens

O avançado belga confessa que atravessa o pior momento da carreira no FC Porto, reconhece a sua quota parte de responsabilidades e que o rendimento de Soares ainda o afastou mais das opções

Laurente Depoitre falou ao programa "Debrief" do jornal belga "La Dernière Heure", em direto, na internet, e reconheceu que não tem sido fácil gerir esta temporada no FC Porto. "Em todos os clubes por onde passei fui titular. Agora estou numa situação bem diferente, pela primeira vez sou suplente. Não é fácil. Continuo a trabalhar porque ainda falta muito para o final da época, mas sei que não será fácil até lá", contou.

A primeira oportunidade concedida por Nuno Espírito Santo a Depoitre foi no Dragão, contra o V. Guimarães, jogo em que esteve os 90 minutos em campo, mas depois, em Tondela, foi o final da linha, segundo o belga. "A minha primeira titularidade até correu bem, na segunda oportunidade é verdade que não fiz um grande jogo, nem a equipa aliás, e fiquei com a impressão que perdi o meu credito por causa desse jogo. Por vezes parece-me que sou o bode expiatório, apesar de ter alguma culpa nisso, por entrar nos minutos finais e não conseguir fazer a diferença, quando a equipa precisou. Parece-me que levei com muita coisa, mas as coisas são assim, fazem parte do futebol. Agora estou à espera do final da época e depois logo se vê", comentou.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon