Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Deputado do partido de Macron detido por agressão a dirigente do PS

Logótipo de O Jogo O Jogo 01/09/2017 Administrator

Um deputado do partido A República em Marcha, do Presidente francês, Emmanuel Macron, foi colocado hoje em prisão preventiva, por suspeita de "violência agravada" contra um antigo colega do Partido Socialista, que foi hospitalizado de urgência.

O deputado M'jid El Guerrab, de 34 anos é suspeito, segundo notícias da comunicação social, de ter golpeado violentamente o primeiro secretário da federação do PS dos franceses que vivem no estrangeiro, Boris Faure, com um capacete de moto, durante uma altercação em Paris.

A revista Marianne adiantou que o confronto ocorreu na quarta-feira. Segundo um testemunho interrogado pela publicação, o deputado eleito pela nona circunscrição dos franceses no exterior, relativa ao Magrebe, deu "um golpe de capacete muito violento, depois um segundo" a Faure, que caiu "por terra, a sangrar".

Várias fontes mencionaram a existência de um contencioso entre os dois homens, nascido quando El Guerrab saiu do PS, onde chegou a ser conselheiro do primeiro secretário do partido, Jean-Christophe Cambadélis.

Faure tinha acusado El Guerrab de se ter inscrito no movimento de Macron, eleito para a Presidência da França em maio, por "oportunismo".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon