Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Desafios da engenharia lusófona estarão em discussão a partir de hoje em Maputo

Logótipo de O Jogo O Jogo 05/09/2017 Administrator

Os desafios que se colocam à engenharia no mundo lusófono vão estar em discussão pela primeira vez num único evento, a partir de hoje, em Maputo, anunciou a organização.

A capital moçambicana recebe até sexta-feira o 8.º Congresso Luso-Moçambicano e 5.ª Congresso de Engenharia de Moçambique, um evento que vai juntar profissionais moçambicanos e portugueses.

"Pela primeira vez, vamos debater os desafios da engenharia no universo da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) em Maputo", disse à Lusa o bastonário da Ordem dos Engenheiros de Moçambique, Ibraimo Remane.

Entre os temas que compõem o programa destaca-se "o ensino da engenharia e tecnologias de informação" e a edificação de "obras públicas e infraestruturas de transporte, bem como regeneração urbana e habitação em áreas informais".

Ibraimo Remane disse que, além de criar uma plataforma de diálogo, o congresso vai servir como instrumento para reforçar a parceria entre Portugal e Moçambique, e lembrou que o último memorando na área entre os dois países foi assinado em 2004.

"Será uma forma de reforçar o protocolo de cooperação", frisou o bastonário, que aponta a cooperação no domínio da educação como um dos temas que mais preocupa a Ordem dos Engenheiros de Moçambique.

"O nosso objetivo é nivelar a qualidade dos estudantes e isso passa pela cooperação com outros países e pela relação com as universidades no país, principalmente as privadas", concluiu aquele responsável.

No total, a Ordem moçambicana tem 2.654 engenheiros registados.

O evento, que vai durar quatro dias, está a ser organizado pelas ordens de engenheiros de Portugal e Moçambique, Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e Faculdade de Engenharia da Universidade Eduardo Mondlane, em Maputo.

Além da sessão de abertura marcada para hoje haverá uma sessão solene na quarta-feira que contará com a presença do chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon