Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Detidos na Colômbia dois empresários por escândalo da brasileira Odebrecht

Logótipo de O Jogo O Jogo 19/07/2017 Administrator

As autoridades colombianas detiveram na terça-feira dois empresários no âmbito das investigações para esclarecer o pagamento de subornos da construtora brasileira Odebrecht para obter o contrato de uma estrada na Colômbia.

Os empresários são Federico Gaviria e Eduardo José Zambrano, indicou a agência noticiosa espanhola EFE.

A concessão da estrada Ruta del Sol II inclui a construção de 600 quilómetros de estradas com pista dupla, que liga o centro do país à costa atlântica, entre as cidades de Puerto Salgar (Cundinamarca) e San Roque (Cesar), um projeto ainda não concluído.

Segundo documentos publicados a 21 de dezembro pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos, a Colômbia está entre os países da América Latina e África em que a Odebrecht pagou subornos para obter contratos.

As detenções de Gaviria e de Zambrano ocorreram depois das confissões do ex-senador colombiano Otto Bula, atualmente preso, que recebeu 4,6 milhões de dólares (3,9 milhões de euros) da empresa brasileira para a adjudicação do contrato Ruta del Sol fase II.

De acordo com o jornal El Tiempo, Gaviria teria agido como uma espécie de estruturador do negócio e também moveu influências com o ex-vice-ministro dos Transportes Gabriel Garcia Morales, que alegadamente recebeu um suborno de 6,5 milhões de dólares (5,6 milhões de euros) da Odebrecht. Morales também está na prisão.

Quanto a Zambrano, o Ministério Público está a investigar as possíveis ligações com o ex-vice-ministro dos Transportes do governo de Álvaro Uribe, Daniel García Arizabaleta.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon