Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Diretor de comunicação do Benfica explica demora na reação ao caso dos emails

Logótipo de O Jogo O Jogo 16/06/2017 Hugo M. Monteiro
© Pedro Rocha/Global Imagens

Luís Bernardo falou à BTV e delineou a estratégia de comunicação do clube encarnado para o futuro.

Prestígio do futebol português: "Este tipo de casos em nada dignificam o futebol português".

Estratégia de comunicação do Benfica: "O 'low-profile' é uma questão estratégica. Estamos a fazer um trabalho muito profundo. Somos mais de 90 pessoas, é um trabalho de equipa que tento privilegiar. Queremos que as verdadeiras estrelas sejam os jogadores, os técnicos, os antigos jogadores. Evito ter um protagonismo público por isso. Evito falar dos nossos adversários, hoje [sexta-feira] foi a primeira exceção, face à necessidade de esclarecer certas situações".

Plano futuro: "Lamento estar aqui a falar destas questões que tivemos de abordar, mas a linha de comunicação do Benfica vai continuar discreta e trabalhadora".

Demora da reação: "Só hoje houve reação porque o Benfica teve de recolher informação. Fruto das circunstâncias, teve de recolher informação. A equipa de advogados, que é das melhores do país, vai liderar este processo. Foi este o processo adequado. Vamos, de uma forma tranquila, colocar esta questão no devido lugar. O Ministério Público vai falar, e depois sim, o Benfica vai ver o que se vai passar com quem cometeu este crime de difamação".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon