Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Distrital do PSD/Porto exige esclarecimentos sobre obra no túnel de Águas Santas

Logótipo de O Jogo O Jogo 24/10/2017 Administrator

A Distrital do PSD/Porto acusou hoje o Governo de "permanecer em silêncio" em relação à empreitada de alargamento o túnel de Águas Santas, na autoestrada A4, exigindo saber até quando a nova abertura se manterá fechada.

"Desconhece-se qualquer planeamento para inverter a situação (...). Até agora o Governo tem respondido com silêncio", refere em comunicado o secretário-geral do PSD/Porto, José Manuel Soares, falando em "incertezas das pessoas e das instituições locais".

Os social-democratas do Porto vincam que "esta obra afeta milhares de agregados familiares, desde a população local que sofre os habituais 'engarrafamentos', aos utentes desta via de comunicação".

"São mais de 60.000 viaturas diárias que passam neste local crítico, numa das mais importantes autoestradas nacionais que une litoral e interior", lê-se na nota.

Na última quarta-feira a Brisa explicou que a paragem das obras de alargamento do sublanço da autoestrada A4, que implicou a construção de um novo túnel em Águas Santas, na Maia, se deve a uma impugnação judicial.

"O retardamento no início dos trabalhos prende-se com o facto de o processo adjudicatório ter sido objeto de impugnação", explicou a concessionária daquele sublanço da A4 num esclarecimento enviado à agência Lusa.

Na mesma nota, a empresa esclarecia que a impugnação "fez suspender automaticamente o referido processo", acrescentado que a empreitada será retomada "logo que esteja decidido o processo judicial em curso".

No mesmo dia o PSD questionou, através de um requerimento, o Ministério do Planeamento e das Infraestruturas sobre os motivos para a paragem da obra e a previsão para a mesma ser retomada e aberta à circulação.

Em causa está a empreitada de alargamento da A4, em curso já há dois anos, designadamente no sublanço que liga os concelhos da Maia (freguesia de Águas Santas) e de Valongo (freguesia de Ermesinde), ambas no distrito do Porto.

A A4 é uma autoestrada que liga o Grande Porto a Bragança.

Já hoje, no comunicado sobre este tema, José Manuel Soares fala em "sucessivas ingerências do Governo de esquerda, liderado por António Costa, com especial incidência em matéria de acessibilidades e mobilidade no Grande Porto".

São dados como exemplo casos no IC35, variante alternativa à Estrada Nacional 14, bem como a extensão da linha do metro até à Trofa.

"O Governo tem apresentado os projetos de forma casuística, aleatória e desprovida de estratégia e, em casos extremos, até vazio de critérios técnicos", diz o secretário-geral da Distrital do PSD/Porto.

O PSD/Porto desafiou o Governo a ter "uma conduta de maior transparência, mais competência e melhor utilização do erário público, no que toca ao investimento público, em prol das pessoas do Norte e da região".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon