Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Djokovic: eis o quinto lugar, 10 anos depois

Logótipo de O Jogo O Jogo 31/07/2017 Alcides Freire

Tenista sérvio caiu do quarto lugar pela primeira vez em dez anos

O tenista sérvio Novak Djokovic caiu, pela primeira vez em mais de 10 anos, para fora dos quatro primeiros do ranking mundial, com o número dois português Pedro Sousa a alcançar a melhor posição da carreira.

Djokovic, que não voltará a jogar até ao final do ano, desceu para o quinto lugar, que não ocupava desde 25 de junho de 2007, sendo ultrapassado pelo suíço Stanislas Wawrinka, atrás de um top-3 inalterado - o britânico Andy Murray lidera, à frente do espanhol Rafael Nadal e do helvético Roger Federer.

Depois de ter chegado à final do challenger de Tampere, na Finlândia, Pedro Sousa subiu ao 143.º do lugar do ranking, a melhor posição da sua carreira.

FILE PHOTO Tennis - Wimbledon - London Britain - July 12 2017 Serbia's Novak Djokovic reacts as he retires from his quarter final match against the Czech Republic's Tomas Berdych with an injury REUTERS/Matthew Childs/File Photo © REUTERS/Matthew Childs/File Photo FILE PHOTO Tennis - Wimbledon - London Britain - July 12 2017 Serbia's Novak Djokovic reacts as he retires from his quarter final match against the Czech Republic's Tomas Berdych with an injury REUTERS/Matthew Childs/File Photo

Apesar de ter descido um lugar, João Sousa continua a ser o melhor português, na 62.ª posição, com Gastão Elias a cair para 171.º do mundo, 10 lugares à frente de João Domingues que escalou 14 postos.

No ranking feminino, Michelle Larcher de Brito caiu um lugar para 320.ª, numa lista sem alterações no topo, onde a checa Karolina Pliskova mantém a liderança, à frente da romena Simona Halep e da alemã Angelique Kerber.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon