Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Doador da campanha de Trump com ligações a empresa que ganhou contratos em Porto Rico

Logótipo de O Jogo O Jogo 24/10/2017 Administrator

O jornal norte-americano Daily Beast revelou hoje ligações entre um dos doadores da campanha presidencial de Donald Trump e uma empresa contratada para restabelecer o serviço de eletricidade em Porto Rico, muito danificado pelo furacão Maria.

A investigação do Daily Beast revelou um contrato assinado pela empresa Whitefish Energy Holdings no valor de 300 milhões de dólares (255 milhões de euros), para trabalhar na "reparação e reconstrução de infra-estructura na ilha", seriamente danificada em setembro, devido á passagem do furacão.

O jornal indica que o contrato é controverso porque a Whitefish Energy Holdings é financiada pelo HBC Investments, um fundo criado e dirigido por Joe Colonetta, que doou milhares de dólares para apoiar a carreira política do atual presidente.

Colonetta, escreve o Daily Beast, contribuiu com 20 mil dólares para o Comité de Ação Política Trump Victory, 2.700 dólares para a campanha de Trump durante as eleições primárias do Partido Republicano e com 2.700 durante a campanha presidencial de 2016.

Por outro lado, segundo o Washington Post, existe um segundo vínculo entre a empresa eléctrica e o Partido Republicano, já que o seu diretor-executivo, Andy Techmanski, é amigo do Secretário do Interior, Ryan Zinke, que é oriundo do estado onde a empresa tem sede: o Montana.

As suspeitas motivaram vários representantes de Porto Rico na câmara baixa do Congresso a exigir uma análise ao contrato. Além disso, até há algumas semanas a Whitefish Energy Holdings tinha apenas dois funcionários.

"A Whitefish parece não ser mais do que um intermediário (...) A Autoridade de Energia Elétrica de Porto Rico (PREPA) poderia ter contratado diretamente os verdadeiros prestadores do serviço", denunciou o congressista porto-riquenho Luis Vega Ramos.

Donald Trump chegou a criticar -- em várias ocasiões -- o sistema elétrico da ilha, considerando que já estava em péssimas condições ainda antes da passagem do furacão, sobretudo devido à falta de manutenção.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon