Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Dois suecos condenados por burla na transferência de Hulk

Logótipo de O Jogo O Jogo 12/05/2017 Hugo M. Monteiro
© REUTERS/Aly Song

Dupla conseguiu piratear a correspondência eletrónica do Shanghai SIPG, conduzindo a um depósito do clube chinês.

Dois cidadãos suecos foram condenados esta sexta-feira a penas prisão por burla ao Shanghai SIPG, no processo de transferência do internacional brasileiro Hulk, do Zenit para o clube chinês.

Hussein Barjawi, de 33 anos, considerado o "cérebro" da burla, perpetrada durante o verão de 2016, foi condenado a três anos de prisão, enquanto a cúmplice Silvija Jansson, de 38, foi sentenciada a ano e meio de prisão.

A dupla conseguiu piratear a correspondência eletrónica do Shanghai SIPG, levando a um depósito de 371.420 euros por parte do clube chinês, que nunca chegou a conseguir levantar porque o banco suspeitou da proveniência do dinheiro e alertou as autoridades.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon