Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Doping: Medicamento para o cancro da mama, defende-se Sara Errani

Logótipo de O Jogo O Jogo 09/08/2017 Alcides Freire

Ao que parece a contaminação terá ocorrido por via de um fármaco que a mãe da tenista toma para tratar um cancro de mama.

A tenista italiana Sara Errani, suspensa por dois meses por doping, voltou a garantir esta quarta-feira que não cometeu qualquer irregularidade e prometeu voltar à competição "mais forte do que nunca".

Em conferência de imprensa, a vice-campeã de Roland Garros em 2012, reiterou a justificação dada aquando do resultado positivo, de que terá sido "vítima" de contaminação de alimentos, por a sua mãe tomar um medicamento contra o cancro da mama desde 2012.

"Eu sei que não fiz nada errado", disse, acrescentando que o anatrozol é uma substância que não interfere na perfomance.

© EPA/MADE NAGI

Na segunda-feira, a Federação Internacional de Ténis anunciou a suspensão de Errani por dois meses por doping, devido a uma análise positiva por consumo de anatrozol, habitualmente usada como terapêutica para o cancro da mama.

A ITF aceitou parcialmente a justificação de Errani, que alegou contaminação de alimentos, imponde-lhe uma suspensão mais curta.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon