Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Dortmund fala em ataque com explosivos: "Jogadores estão em estado de choque"

Logótipo de O Jogo O Jogo 11/04/2017 Hugo Monteiro

Diretor executivo do Borússia Dortmund revelou que os futebolistas da equipa estão em estado de choque, depois de o autocarro em que seguiam, para o jogo da Liga dos Campeões com o Mónaco, ter sido atingido por três explosões.

O diretor executivo do Borússia Dortmund revelou que os futebolistas da equipa estão em estado de choque, depois de o autocarro em que seguiam, para o jogo da Liga dos Campeões com o Mónaco, ter sido atingido por três explosões. "O autocarro da equipa foi alvo de um ataque com explosivos. Toda a equipa está em estado de choque. São imagens que não conseguimos apagar das nossas mentes", assumiu Hans-Joachim Watzke.

O diretor executivo do Dortmund espera que os seus futebolistas estejam, dentro do possível, preparados para jogar, na quarta-feira, com o Mónaco, o encontro da primeira mão dos quartos de final da Liga dos Campeões, que foi hoje adiado. "Temos de ultrapassar isto, mas não será fácil para os jogadores. O Borússia Dortmund é especialmente forte em situações extremas. Todos se vão unir ainda mais e tenho a certeza que a equipa sentirá isso", concluiu.

© EPA/STR

Também o presidente do clube, Reinhard Rauball, mostrou-se confiante de que os jogadores vão conseguir superar o choque e jogar. "Pior seria que os autores deste ataque tivessem conseguido o seu propósito", salientou.

As reações do mundo do futebol ao ataque ao autocarro do Borússia Dortmund sucedem-se, com o avançado colombiano do Mónaco, Radamel Falcao, que hoje deveria ter defrontado a formação alemã, a lamentar o que aconteceu aos seus rivais. "Nós estamos todos bem. Desejo uma rápida recuperação a Marc Bartra", escreveu no Twitter, referindo-se ao futebolista espanhol que ficou ferido na sequência das explosões.

Também o Barcelona, onde Bartra cresceu como jogador, endereçou o seu apoio ao defesa, assim como ao Borússia Dortmund e a todos os seus adeptos, enquanto Carlo Ancelotti, treinador do rival Bayern Munique, demonstrou a sua solidariedade para com a equipa e com o futebolista espanhol.

Três explosões atingiram hoje o autocarro do Borussia Dortmund, quando a equipa se dirigia para o seu estádio para defrontar os franceses do Mónaco na primeira mão dos quartos de final da Champions, com o defesa espanhol Marc Bartra a ficar levemente ferido num braço.

O jogo acabou por ser adiado para as 17:45 (horas de Portugal continental) de quarta-feira.

Fonte da polícia disse que foram usadas três cargas explosivas quando o autocarro estava a sair da unidade hoteleira onde estava concentrada para rumar ao seu estádio, situado a cerca de dez quilómetros.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon