Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Doze membros do VI Governo timorense empossados pelo chefe de Estado

Logótipo de O Jogo O Jogo 15/09/2017 Administrator

Os primeiros doze membros do VI Governo constitucional, incluindo o primeiro-ministro Mari Alkatiri, tomaram hoje posse numa cerimónia presidida pelo chefe de Estado, Francisco Guterres Lu-Olo, que decorreu no Palácio de Lahane, em Díli.

"Juro, por Deus, pelo povo e por minha honra, cumprir com lealdade as funções em que sou investido, cumprir e fazer cumprir a Constituição e as leis e dedicar todas as minhas energias e capacidades à defesa e consolidação da independência e da unidade nacionais", juraram os membros do executivo, repetindo a frase gravada na lei magna timorense.

O Executivo é liderado por Mari Alkatiri, regressado à chefia do Governo, que ocupou entre 20 de maio de 2002 - foi o primeiro primeiro-ministro desde a restauração da independência e o segundo desde a declaração da independência - e 26 de junho de 2006, quando se demitiu na sequência da crise política que Timor-Leste vivia na altura.

Alkatiri, que será também ministro do Desenvolvimento e de Reforma Institucional, tem ainda como áreas de responsabilidade as Zonas Especiais de Economia Social de Mercado de Timor-Leste (Oecusse e Ataúro e quatro "Zonas Especiais de Desenvolvimento de Território Nacional") e as Infraestruturas.

Temporariamente e até que tome posse o ministro da Justiça, Alkatiri, líder da Frente Revolucionária de Timor-Leste Independente (Fretilin), vai acumular a responsabilidade nesta área.

Depois de Mari Alkatiri, tomaram posse os restantes elementos já nomeados, faltando ainda conhecer até 18 outros elementos que só tomarão posse nas próximas semanas.

Primeiro prestaram juramento os três ministros de Estado, José Ramos-Horta (ex-Presidente da República), que é também conselheiro para Segurança Nacional, Rui Araújo (ex-primeiro-ministro), ministro da Saúde, e Estanislau da Silva, ministro da Agricultura, cargo que ocupou no VI Governo.

Adriano Nascimento, do Partido Democrático (PD), tomou posse como ministro na Presidência do Conselho de Ministros, e Aurélio Guterres, ex-reitor da Universidade Nacional de Timor Lorosa'e (UNTL), como ministro de Negócios Estrangeiros e Cooperação.

Valentim Ximenes tomou posse como ministro da Administração Estatal e Rui Augusto Gomes, ex-chefe da Casa Civil do ex-Presidente timorense Taur Matan Ruak, como ministro do Plano e Finanças.

José Somotxo fez juramento como novo ministro da Defesa e Segurança, e Lurdes Bessa, ex-deputada do PD, como vice-ministra da Educação.

António da Conceição (PD), anterior ministro da Educação, tomou posse como o novo ministro do Comércio e Indústria e Florentina Martins Smith (Fretilin) assumiu funções na pasta da Solidariedade Social.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon