Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Duarte Benavente quer "bom resultado" em Baião, no Mundial de F2

Logótipo de O Jogo O Jogo 20/09/2017 Hugo M. Monteiro

O português Duarte Benavente, que em abril foi terceiro no Grande Prémio de Portugal de motonáutica F1, quer "fazer um bom resultado" em outubro, em Baião, no Mundial de F2, apontando como "espetacular competir em casa".

"A equipa é portuguesa e os patrocinadores são portugueses. É importante competir em Portugal, é espetacular, aliás, porque sei que é difícil para as organizações. Estou com as ganas todas para tentar um bom resultado", disse Duarte Benavente.

O piloto, que falava à margem da apresentação da última etapa do Mundial de motonáutica, em fórmula 2, dá propriedade às competições em fórmula 1, a sua especialidade, mas mostrou-se entusiasmado com a prova que vai decorrer em Baião, no rio Douro, de 6 a 8 de outubro.

"Os desportos motorizados às vezes pregam-nos grandes partidas. Foi o que aconteceu no ano passado em Baião. A prova tinha tudo para correr muito bem. Fiz a volta mais rápida nos treinos e tive o recorde no circuito, mas, infelizmente, não pude participar por causa de uma avaria mecânica. Este ano, tinha preparado fazer o campeonato todo e, por motivos familiares, não pude fazer. Fiz duas provas e venho com as ganas todas para fazer o que não fiz no ano passado", explicou Duarte Benavente

O piloto da equipa Atlantic Team, que ocupa atualmente a 27.ª posição do ranking, explicou que começou a fazer F2 porque o número de provas em F1 "decaiu um bocado", algo que considera "normal, devido a todas as crises internacionais".

© Simon Palfrader

"Então, comecei a fazer provas, não o campeonato a tempo inteiro, para conhecer os truques e as manhas desta classe, que tem sempre coisas diferente da F1. Mas, o meu principal objetivo é sempre a F1. Faço campeonatos do Mundo há 20 anos", disse.

Duarte Benavente começou a competir nesta modalidade aos 15 anos, seguindo as pisadas do pai, que também era piloto de Principal de motonáutica.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon