Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Duelo com Messi já levou Battaglia à agenda de Sampaoli

Logótipo de O Jogo O Jogo 17/10/2017 Francisco Sebe

Acompanhamento ao extremo por parte de Jorge Sampaoli despertou selecionador para o médio

Os jogos do Sporting são objeto de especial atenção do selecionador argentino Jorge Sampaoli, que, devido a observação a Marcos Acuña - titular nos últimos duelos de apuramento da Argentina para o campeonato do mundo de 2018 -, observou igualmente Battaglia, que tem vindo a ganhar notoriedade no seu país, precisamente por força da exibição produzida na Liga dos Campeões frente ao capitão da seleção alviceleste Lionel Messi, na receção dos leões ao Barcelona.

citacaoReforço adquirido ao Braga tem sido seguido por vários emblemas europeus, mas a administração da SAD eleva as exigências financeiras aquando das abordagens recebidas para o atleta

© TIAGO PETINGA

Será, assim, Acuña o chamariz para Battaglia, que tem despertado a atenção de Sampaoli, selecionador da Argentina que avalia todas as alternativas e lhe pode conceder uma oportunidade nos encontros de preparação que antecedem o Mundial do próximo verão, na Rússia. Até porque uma das opções habituais na seleção, Fernando Gago, lesionou-se com gravidade e tem a competição em risco. Battaglia sabe que Sampaoli está disposto a testar algumas novas soluções para a formação que comanda e nesse contexto o médio leonino aposta nessa possibilidade para poder cumprir o desejo de representar ao mais alto nível o seu país. Battaglia, relembre-se, já representou a seleção argentina no campeonato do mundo de sub-20, em 2011, em que efetuou quatro encontros na prova que se disputou na Colômbia.

Battaglia, de acordo com informações recolhidas por O JOGO, já mereceu a atenção de vários emblemas europeus, que têm seguido os seus desempenhos com a camisola verde e branca. No entanto, as elevadas exigências financeiras que a administração da SAD impõe, depois de ter feito um investimento no último defeso de 4,2 milhões de euros por 80% dos direitos económicos, ficando a percentagem do passe remanescente na posse do Braga, são muito elevadas. Os dirigentes leoninos impõem os 60 milhões de euros da cláusula de rescisão como ponto prévio de conversa, o que inibe desde logo o prolongar das conversações. Mesmo baixando as exigências, os montantes continuam excessivos para os clubes que têm acompanhado o médio. Battaglia, recorde-se, está vinculado ao Sporting até 2022, depois de passagens em Portugal por Braga, Moreirense e Chaves. Tem 13 jogos pelos leões.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon