Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Dupla da frente impressiona Lucho: "São duas locomotivas"

Logótipo de O Jogo O Jogo 04/10/2017 Rui Trombinhas

Aboubakar e Maregadeixam El Comandante entusiasmado e ainda mais confiante no regresso aos títulos

Lucho González está em Curitiba, a mais de 8500 quilómetros do Porto, mas no domingo não tirou os olhos da televisão para ver o clássico. Ontem, contou a O JOGO como viu o encontro com o Sporting e traçou um perfil à equipa de Sérgio Conceição que, na opinião do antigo capitão do FC Porto, tem tudo para voltar aos títulos: está consolidada a defender e tem um ataque com duas "locomotivas"...

O Lucho está no Brasil, conseguiu ver o clássico?

-Claro. Não podia perder. Passou aqui na ESPN.

O FC Porto perdeu uma excelente oportunidade para sair de Alvalade com uma vitória?

-Pela forma como decorreu o jogo, acho que sim. Criou as ocasiões mais claras do jogo, fez um grande trabalho na primeira parte, na segunda parte o Sporting equilibrou mais, mas, mesmo assim, a melhor oportunidade foi a do Marega. Analisando os 90 minutos, se houvesse um vencedor teria de ser o FC Porto. Ninguém fica com dúvidas.

citacaoAboubakar e Marega são dois animais. Fisicamente, são duas locomotivas que, quando arrancam, são difíceis de parar. Estão a passar por um bom momento e espero que dure toda a temporada

Onde esteve a diferença?

-Na primeira parte, o FC Porto pressionou muito bem com o mesmo meio-campo que atuou na Champions. A entrada do Sérgio Oliveira na equipa deu outra rodagem e quando ganhas a luta do meio-campo num clássico isso faz a diferença. O FC Porto está a fazer um grande início de temporada, apenas com aquele tropeção na Champions em casa, mas que já foi corrigido no Mónaco. Foi uma pena não ter saído de Alvalade com os três pontos.

Como se dá sequência a este bom momento? Vem aí uma paragem longa...

-Conhecendo o treinador, pelo trabalho desenvolvido nos outros clubes, vai aproveitar para dar consistência ao que tem sido feito, ganhar mais rotinas e implementar ainda mais as suas ideias.

Diz-se que são mais positivas para quem está mal...

-Normalmente, sim. Mas sou defensor de que as paragens são boas para quem precisa de corrigir coisas, mas também para quem está num período de grande confiança, como é o caso do FC Porto.

Uma época em que praticamente não houve reforços...

-Estávamos habituados a ver o FC Porto, nos mercados de verão, a vender muitos jogadores e também a comprar vários. O facto de manter a base, de ter feito regressar o Aboubakar, o Marega e o Ricardo, que já conhecem a casa, foi fundamental.

© Fornecido por O jogo

Algum jogador que o esteja a impressionar?

-O Marega. Sinceramente, não acompanhei bem a carreira dele, sabia que estava em Guimarães e que quando esteve no FC Porto na primeira vez não teve as oportunidades que está a receber agora. Isso só prova que quando um jogador tem continuidade pode mostrar o seu potencial. Depois o Aboubakar. Acompanhei o seu trabalho na Turquia, onde fez grandes jogos e golos, e até no Lorient. Formam um ataque que vai dar muito que falar esta época, sem esquecer o Tiquinho Soares, que não tem jogado, mas que fez um bom trabalho. Essa dupla de avançados foi uma surpresa muito agradável. São dois animais. Fisicamente, são duas locomotivas que, quando arrancam, são difíceis de parar. Basta ver o segundo golo do Aboubakar no Mónaco e a impressionante arrancada em que ganhou a frente da defesa à espera do passe do Marega. São os dois muito fortes e estão a passar por um bom momento, como toda a equipa, e espero que dure toda a temporada.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon