Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Dupla de ataque nas Aves com o selo do Benfica

Logótipo de O Jogo O Jogo 03/08/2017 Hugo Monteiro

Avenses fecham linha de ataque com dupla benfiquista.Arango vive primeira experiência na Europa, brasileiro é mais conhecido e terá um salário semelhante ao que o Benfica pagava.

© Gerardo Santos/Global Imagens

Derley é reforço do Aves, mas Cristián Arango também. De uma assentada, o treinador Ricardo Soares ganha duas importantes mais valias para o ataque, ambos ex-Benfica, ainda que nenhum tivesse jogado na Luz na época passada. Derley assinou ontem até 2020 e o colombiano Arango, apurou O JOGO, também já não foge. Ao contrário do brasileiro, porém, chega cedido por uma época pelo Benfica, que o contratou este verão ao Millonários, da Colômbia. Com 22 anos, o jogador que atua em toda a linha do ataque, terá a primeira experiência na Europa e a oportunidade para convencer Rui Vitória a regressar. Tal como Derley, pode ser oficializado hoje.

Ontem terminou a novela em torno da mudança de Derley para as Aves, apesar de o acordo entre os avenses e o Benfica já estar fechado há muito tempo. Tal como O JOGO adiantou, o acordo ficou ontem definitivamente selado com a assinatura de um contrato válido para as próximas três temporadas.

O negócio chegou a estar tremido e até foi dado como perdido dada a relutância de Derley em mudar-se para as Aves, uma vez que tinha uma proposta financeiramente mais vantajosa de um clube da Tailândia. Pelo meio, o Aves apresentou uma oferta aos encarnados que foi aceite e que igualava o salário de cerca de 350 mil euros anuais que o brasileiro auferia na Luz. Depois disso, a transferência passou por um impasse, mas a derrota do Aves com o Moreirense (1-0) evidenciou a necessidade de ir ao mercado contratar outro ponta de lança.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon