Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Ederson descobre tumor através de exame antidoping

Logótipo de O Jogo O Jogo 25/07/2017 Pedro Rocha

Médio-ofensivo do Flamengo vai ser operado a um tumor num testículo. "Vencerei mais essa batalha", declarou. Robben (Bayern Munique) e Lance Armstrong (ciclismo) enfrentaram e superaram a mesma doença

O resultado de um exame antidoping deixou Ederson, do Flamengo, em choque. O médio-ofensivo tem um tumor num testículo e terá de ser operado em breve. Em conferência de Imprensa promovida pelo clube carioca, o jogador manifestou-se "triste" depois do susto. "É difícil ter palavras. Agora, sabendo de tudo, estou muito tranquilo, ciente dos dias que virão. Será mais uma batalha, venci algumas na vida. Tenho certeza de que vou vencer mais essa batalha e voltar o quanto antes para jogar futebol", declarou, citado pelo Globo Esporte.

© Fornecido por O jogo

Márcio Tannure, o médico do clube, informou que a cirurgia será feita ainda nesta semana e que só uma biópsia posterior poderá determinar a gravidade do tumor. "Não gostaria de dar nenhuma previsão. O tratamento é cirúrgico, para a retirada dessa lesão. Vai acontecer até o fim da semana, terminando exames. Após a cirurgia, vai ser detetada a gravidade e vamos poder dar um parecer. Existe possibilidade (de quimioterapia). Vai depender da biópsia para ver se existe a possibilidade de quimioterapia. Independentemente disso, prognóstico final é bom de recuperação", estimou. Robben (Bayern de Munique) e Lance Armstrong (ciclismo) são alguns dos atletas que já enfrentaram a mesma doença e se curaram.

Tannure explicou ainda que o tumor de Ederson foi descoberto após exames antidoping terem dado resultados positivos, devido a elevados níveis de testosterona. Perante os jornalistas, o jogador brasileiru fez questão de agradecer antecipadamente o apoio dos adeptos. "Obrigado a todos pela solidariedade. É muito difícil receber essa notícia porque ninguém espera isso. Deus não dá fardo maior do que podemos suportar. Sou até grato por aquilo que aconteceu, porque já tenho 16 anos de carreira profissional. Nunca tinha acontecido de cair no doping três vezes seguidas. Isso quer dizer que Deus é bom e deu tempo de resolver esse problema de melhor maneira", referiu.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon