Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Eduardo garante que Portugal está preparado para a ausência de Ronaldo

Logótipo de LusaLusa 30/08/2016 Luís Garoupa
JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA © LUSA / JOSÉ SENA GOULÃO JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Oeiras, Lisboa, 30 ago (Lusa) - O guarda-redes Eduardo afirmou hoje que a seleção portuguesa de futebol está preparada para a ausência de Cristiano Ronaldo e negou que o fecho do mercado de transferências esteja a afetar alguns dos jogadores.

"Representar a seleção é sempre um momento importante e é nisso que devemos estar focados. O facto de o mercado estar aberto não afeta. Faz parte da nossa vida. Não acredito que isso afete no que quer que seja a disposição dos jogadores", afirmou Eduardo, numa altura em que jogadores como Rafa (Sporting de Braga) e Adrien (Sporting) ainda não têm o seu futuro definido.

Numa conferência de imprensa que decorreu minutos antes de mais um treino da seleção nacional na Cidade do Futebol, em Oeiras, o guardião do Chelsea abordou a ausência de Cristiano Ronaldo nos jogos com Gibraltar e Suíça e garantiu que a equipa está "preparada".

"O Cristiano faz sempre falta na seleção e nas equipas que representar. É o nosso ‘capitão’ e é um exemplo para nós, mas a equipa tem de ser saber responder à sua ausência e já o fez no passado. A equipa está preparada e temos outros jogadores que são capazes de fazer a diferença", referiu.

Para o guarda-redes de 33 anos, o objetivo de Portugal passa por vencer Gibraltar e iniciar o apuramento para o Mundial2018 com um triunfo na Suíça, um dos principais rivais da seleção lusa no Grupo B.

"O lema desta equipa é ganhar. Temos a responsabilidade de ganhar os dois jogos. Se antes os adversários já estavam motivados para jogar contra Portugal, mais agora estão depois de sermos campeões da Europa, mas nós não temos problemas com isso", disse Eduardo, acrescentado que a formação lusa vai encontrar "muitas dificuldades" para estar no Mundial2018 e "tem de estar preparada para isso".

O antigo guarda-redes de Benfica e Sporting de Braga, que está a viver um "novo desafio e aventura num dos maiores clubes do mundo" como o Chelsea, falou ainda da chamada de Marafona para render o lesionado Anthony Lopes.

"Ele tem dado uma excelente reposta. Se foi chamado é sinal que tem valor e capacidade para ajudar este grupo", considerou Eduardo, que tem 35 internacionalizações pela seleção nacional.

O particular da equipa das ‘quinas’ com Gibraltar está marcado para quinta-feira, no Estádio do Bessa, no Porto, enquanto a visita à Suíça, de qualificação para o Mundial2018, será em Basileia, a 06 de setembro.

Portugal está inserido no Grupo B juntamente com as seleções de Suíça, Andorra, Ilhas Faroé, Letónia e Hungria.

LG // JP

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon