Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Elias sobe a 57.º do 'ranking' e já é o segundo melhor tenista luso de sempre

Logótipo de LusaLusa 24/10/2016 Nuno Ferrão
Fredrik Sandberg/TT NEWS AGENCY © EPA / Fredrik Sandberg Fredrik Sandberg/TT NEWS AGENCY

Redação, 24 out (Lusa) – O tenista português Gastão Elias alcançou hoje a sua melhor classificação de sempre no ‘ranking’ mundial, ao fixar-se no 57.º lugar, após uma semana em que chegou aos quartos de final do torneio de Estocolmo.

O percurso no torneio sueco, onde eliminou na segunda ronda o francês Gael Monfils, um membro da elite ’top 10’, permitiu ao número dois português ‘saltar’ quatro posições e entrar no grupo dos 60 melhores do mundo.

Com esta classificação, Gastão Elias tornou-se no segundo melhor tenista português de sempre, estatuto que ‘tirou’ a Rui Machado, que chegou a estar classificado em 59.º da hierarquia.

Na classificação de hoje, João Sousa desceu um lugar, para 34.º, ao fim de uma semana em que foi eliminado logo na primeira ronda do torneio de Antuérpia, Bélgica, por um jogador proveniente do torneio de qualificação, o romeno Marius Copil.

O número três luso, Pedro Sousa, que na semana passada chegou aos quartos de final do ‘challenger’ (segundo escalão do circuito mundias) de Santiago do Chile, manteve-se na posição 188.

No cimo da tabela, o sérvio Novak Djokovic, sob ‘ameaça’ de Andy Murray, ‘folgou’ um pouco mais a margem para o ‘perseguidor’, liderando agora a hierarquia com mais 2.415 pontos que o britânico, que há uma semana estava à distância de 2.055 pontos.

No grupo dos dez melhores, Monfils desceu uma posição, para oitavo, após a curta passagem por Estocolmo, ‘cedendo’ a sétima posição ao suíço Roger Federer, que não joga desde o ‘Grand Slam’ de Wimbledon e só regressa em 2017.

Numa altura em que se disputa o ‘Masters’ feminino, em Singapura, e que a alemã Angelique Kerber já sabe que terminará o ano no topo da classificação, ‘destronando’ a norte-americana Serena Williams, o ‘top 10’ manteve-se inalterado.

A número um portuguesa, Michelle Larcher de Brito, ‘caiu’ seis lugar na classificação mundial e surge esta semana na posição 231.

NF/AMG // JPS

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon