Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Empresário pede que Nuno Saraiva se demita

Logótipo de O Jogo O Jogo 23/02/2017 Rodrigo Cortez
© Gustavo Bom / Global Imagens

Depois de ter desmentido uma proposta chinesa de 40 milhões por Bas Dost, o empresário Paulo Teixeira, ao site Notícias ao Minuto, insistiu nessa versão, contra-atacando ainda em relação às acusações a propósito de Adrien, Ricardo Fernandes e Fábio Ferreira.

O site Notícias ao Minuto (NAM) publicou esta quinta-feira declarações do empresário Paulo Teixeira em que este pede que Nuno Saraiva se demita do cargo de diretor de comunicação leonino.

Nuno Saraiva acusou Teixeira de ter "uma agenda mercenária" e de viver de "expedientes e esquemas", isto depois de este último ter negado a existência de uma proposta de 40 milhões de euros por Bas Dost, por parte do Tianjin Quanjian.

Escreve o NAM que o empresário é "próximo de Haizhe Huang, emissário do Tianjin Quanjian".

Pela segunda vez, Teixeira desmentiu a exigência de uma eventual proposta pelo holandês, solicitando "ao Sporting que mostre a proposta que foi apresentada pelo tal clube, Tianjin Quanjian".

Nas recentes críticas a Paulo Teixeira, Saraiva tinha também lembrado um caso antigo, relativo a três leões que na altura foram para o Chelsea.

"Quem é afinal o senhor Paulo Teixeira? Para mentes menos atentas e menor informadas, trata-se do empresário que, em 2005, levou do Sporting Clube de Portugal, à traição e sem ética, os jogadores Adrien Silva, Ricardo Fernandes e Fábio Ferreira para o Chelsea. A intenção do agente era óbvia: ganhar dinheiro à custa do trabalho de formação do Clube e dos jogadores, prejudicando claramente os interesses dos atletas e do Sporting. Este cartão de visita é típico de quem tem uma agenda mercenária e vive de expedientes e esquemas. Este cartão de visita é o do senhor Paulo Teixeira", escreveu Nuno Saraiva.

Quanto a este pormenor, replicou agora o empresário, em exclusivo ao NAM:

"Desenterrar cadáveres, falar do Adrien, do Ricardo Fernandes, do Fábio Ferreira, é de uma incompetência... Se o Sporting tem um diretor de comunicação desses, tem de mandá-lo embora já. Não tem competência nenhuma, um homem que vem buscar negócios já vencidos. Naquela época, a decisão era dos pais dos menores, e o Sporting foi pago pelo Chelsea. O Adrien depois voltou, mas isso não é coisa minha. Quem tomou a decisão foram os pais do jogador. Agora, vem falar de mercenarismo... Ele tem que calar a boca e pedir a demissão."

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon