Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Encontro especial na Rússia: "Espero que o Pizzi português possa estar feliz"

Logótipo de O Jogo O Jogo 26/06/2017 Hugo Monteiro

Luis Miguel Afonso Fernandes ganhou a alcunha de Pizzi quando, em miúdo, marcava golos nos jogos de futebol de bairro.

Luis Miguel Afonso Fernandes ganhou a alcunha de Pizzi quando, em miúdo, marcava golos nos jogos de futebol de bairro que fazia em Bragança e, praticamente duas décadas depois, vai cruzar-se com o Pizzi 'original'. "Na altura, o Pizzi marcava muitos golos no Barcelona e eu fazia muitos golos nos jogos do meu bairro. Os meus amigos começaram a chamar-me Pizzi e a alcunha ficou até hoje", contou o médio da seleção portuguesa de futebol.

Agora selecionador Chile, adversário de Portugal nas meias-finais da Taça das Confederações, Juan Antonio Pizzi foi avançado dos catalães durante os anos 90 e chegou mesmo a representar o FC Porto, mais tarde, em 2000.

O antigo jogador nasceu na Argentina, mas adquiriu a nacionalidade espanhola e representou a La Roja no Euro1996 e também no Mundial1998. "Espero dar-lhe uma palavra, desejar-lhe boa sorte, mas claro que no final do jogo espero que o Pizzi português possa estar a sorrir e estar na final", disse o médio do Benfica, que falava aos jornalistas em conferência de imprensa, minutos antes de mais um treino de Portugal, em São Petersburgo.

© Mário Cruz/Lusa

O jogador de 27 anos abordou ainda o mercado de transferências, que vai abrir a 1 de julho, e garantiu que todos os jogadores da seleção portuguesa estão "concentrados apenas" na Taça das Confederações. "Isso de fica de lado. Não falamos disso nem estamos preocupados com isso. Estamos todos aqui para dar o máximo pela seleção", frisou o médio do Benfica.

Casado de fresco, Pizzi adiou a lua de mel para estar com Portugal no torneio dos campeões, decisão que não se arrepende de ter tomado, mesmo estando a ser pouco utilizado pelo selecionador Fernando Santos. "Vale sempre a pena estar aqui. A lua de mel será depois e espero ainda com mais alegria, já que espero regressar com a vitória na Taça das Confederações", disse.

Após o treino, a comitiva portuguesa viaja até Kazan, onde defronta na quarta-feira o Chile, no primeiro jogo das meias-finais da Taça das Confederações.

A partida vai decorrer na Arena Kazan e tem início agendado para as 21h00 (19h00 horas de Portugal continental).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon