Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Endividamento do setor não financeiro volta a aumentar em maio para 724,4 mil ME

Logótipo de O Jogo O Jogo 20/07/2017 Administrator

O endividamento do setor não financeiro voltou a aumentar em maio para 724,4 mil milhões de euros, segundo o Banco de Portugal, mantendo a tendência crescente registada desde o início do ano.

O valor de endividamento do setor não financeiro de maio significou um aumento de 1.777 milhões face a abril e de 8.463 milhões em relação ao mesmo mês do ano passado.

De acordo com a informação hoje divulgada pelo banco central, do total do endividamento do setor não financeiro (de 724,4 mil milhões de euros) a maior parte deve-se ao setor privado (empresas e particulares) com 408,5 mil milhões de euros, mil milhões de euros acima de abril.

Já o setor público não financeiro (administrações públicas e empresas públicas) contribuiu com 315,9 mil milhões de euros, neste caso 700 milhões de euros mais do que no mês anterior.

O Banco de Portugal justifica o aumento do endividamento do setor público com o "aumento de operações de financiamento entre entidades da administração central", mas que foi "parcialmente compensado pela diminuição do financiamento obtido junto do setor não residente".

Quanto ao maior endividamento do setor privado, diz que este " reflete o acréscimo do endividamento externo das empresas privadas e o decréscimo do endividamento destas empresas e dos particulares junto do setor financeiro residente".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon