Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Entrada de turistas portugueses em Cabo Verde diminuiu no segundo trimestre -- INE

Logótipo de O Jogo O Jogo 16/08/2017 Administrator

As entradas de turistas portugueses em Cabo Verde diminuíram ligeiramente no segundo trimestre deste ano, em comparação com o período homólogo de 2016, segundo dados revelados hoje pelo INE.

De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatísticas (INE) cabo-verdiano, Portugal foi o segundo mercado de onde saíram mais turistas para o arquipélago, com 11,4% do total, contra 11,9% do mesmo período do ano passado.

No segundo trimestre, o Reino Unido continuou a ser o principal mercado emissor de turistas para Cabo Verde, com 27,1%, mais do que os 22,9% no período homólogo.

Os turistas ingleses também foram os que permaneceram mais tempo no arquipélago, com uma estada média de 8,3 noites, uma diminuição, já que no período homólogo a média foi de 9,7 noites.

A Alemanha fecha o pódio da entrada de turistas em Cabo Verde, mas a sua contribuição diminuiu, passando de 11% no ano passado para 9,9% no segundo trimestre deste ano.

Os residentes em Cabo Verde totalizaram 7,2% das entradas e 3,2% das dormidas nos estabelecimentos hoteleiros do país, revelou o INE.

Segundo aquele instituto, de abril a junho os estabelecimentos hoteleiros cabo-verdianos acolheram cerca de 154 mil hóspedes, mais 15,9% do que no mesmo período do ano anterior (132 mil).

Em relação às dormidas, atingiram cerca de 988 mil no período em análise, correspondendo a um aumento de 13,7%, em relação ao período homólogo, que foi de cerca de 869 mil.

Relativamente ao tipo de estabelecimento, os hotéis continuaram a ser os mais procurados em Cabo Verde, com 87,5% do total de hóspedes e 91,1% das dormidas.

A ilha do Sal foi a que mais turistas recebeu, com 45,7%, uma ligeira diminuição em relação ao período homólogo, em que teve 46,6% do total das entradas no arquipélago.

Segue-se a ilha da Boavista, com 32,2%, um ligeiro aumento quando no ano passado nos segundos três meses do ano foi de 30,8%.

Santiago completa o pódio do total de entradas em Cabo Verde, este ano com 10,4% do total, uma diminuição em relação ao ano passado, que foi de 12,1%.

Foi no Sal que os turistas também dormiram mais noites, totalizando 51,5%, seguida da ilha da Boavista, (39,3%) e Santiago (3,5%).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon