Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Enviado da ONU para o Iémen solicita à Arábia Saudita abertura do aeroporto da capital

Logótipo de O Jogo O Jogo 10/08/2017 Administrator

O enviado especial das Nações Unidas para o Iémen, Ismail Uld Sheij Ahmed, solicitou hoje à coligação árabe liderada pela Arábia Saudita, a reabertura do aeroporto internacional de Sanaa, e que bloqueiam desde há um ano.

Numa mensagem na rede social Twitter, Ahmed reiterou o apelo "urgente" e "necessário" de "abrir o aeroporto internacional de Sanaa o mais depressa possível".

O responsável da ONU considerou tratar-se "de um passo fundamental para aliviar o sofrimento dos iemenitas e assegurar a ajuda humanitária".

A coligação árabe, na prática liderada pelos sauditas e pelos Emirados Árabes Unidos (EAU), domina a totalidade do espaço aéreo iemenita desde o início da sua intervenção militar em março de 2015 em apoio ao Presidente Abdo Rabu Mansur Hadi, reconhecido internacionalmente, que combate os rebeldes 'huthi' e aliados.

Os 'huthi' controlam a capital Sanaa e a maioria das regiões do norte e ocidente do país.

Desde 09 de agosto de 2016 que os aviões estão impedidos de aterrar em Sanaa, à exceção de algumas aeronaves de organizações não governamentais, e as linhas aéreas do Iémen efetuam de momento um voo diário desde Amã (Jordânia) e Cairo (Egito), para as cidades iemenitas de Aden (sul) e Seiyun (centro).

O Iémen está em guerra desde finais de 2014, num conflito que opõe os 'huthi', de confissão xiita, e aliados iemenitas, às forças leais a Hadi, com o seu governo instalado em Aden.

O país atravessa atualmente uma grave penúria alimentar, das mais graves do mundo, que ameaça 17 milhões de pessoas, e uma epidemia de cólera que provocou pelo menos 1.300 mortos e terá infetado 400.000 pessoas, segundo os cálculos da Organização Mundial da Saúde (OMS).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon