Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Enviado de Trump para o Médio Oriente em Israel para tentar acalmar tensão

Logótipo de O Jogo O Jogo 24/07/2017 Administrator

O enviado do Presidente dos Estados Unidos para o Médio Oriente, Jason Greenblatt, estará hoje em Israel numa tentativa de acalmar a tensão provocada pelas recentes medidas de segurança israelitas na Esplanada das Mesquitas, em Jerusalém Oriental.

A visita do enviado especial de Donald Trump ocorre oito dias depois das forças israelitas terem reforçado as medidas de segurança na Esplanada das Mesquitas, na cidade velha de Jerusalém (Jerusalém Oriental, zona ocupada e anexada por Israel), nomeadamente a instalação de detetores de metais nas zonas de acesso ao local.

As medidas foram impostas após um ataque ocorrido naquela zona que resultou na morte de dois polícias israelitas e de três atacantes (árabes israelitas), abatidos pelas autoridades.

O reforço das medidas de segurança, que também incluíram a proibição de entrada aos palestinianos com menos de 50 anos, desencadeou protestos diários, que degeneram em violência.

Nos últimos dias, pelo menos cinco palestinianos morreram e outras dezenas sofreram ferimentos em Jerusalém Oriental e na Cisjordânia ocupada. Três israelitas perderam a vida ao terem sido esfaqueados por um palestiniano num colonato israelita na Cisjordânia ocupada.

Hoje, um palestiniano feriu com uma faca um árabe israelita num subúrbio da cidade de Telavive. O atacante confundiu a vítima com um judeu israelita. A vítima sofreu ferimentos ligeiros.

A Esplanada das Mesquitas é considerado o terceiro local mais sagrado para o islamismo, depois de Meca e Medina, na Arábia Saudita, e integra a mesquita Al-Aqsa e a Cúpula da Rocha.

É um local ultrassensível que é gerido pela Jordânia e está localizado na parte palestiniana da cidade santa ocupada e anexada por Israel.

O clima de tensão vivido na Esplanada das Mesquitas está a suscitar preocupação perante o risco de contágio da violência.

Na Jordânia, país guardião dos locais sagrados muçulmanos em Jerusalém e onde mais de 8.000 pessoas manifestaram-se na sexta-feira contra as medidas de segurança israelitas, dois jordanos morreram e um israelita ficou ferido num incidente ocorrido no domingo junto da embaixada de Israel.

Jason Greenblatt, um advogado que durante as últimas duas décadas foi consultor jurídico das empresas de Trump, foi nomeado em finais de dezembro de 2016 como representante especial para negociações internacionais, uma nova função na administração norte-americana.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon