Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Equipa de alunos luso-brasileira em competição de Fórmula 1 em miniatura na Malásia

Logótipo de O Jogo O Jogo 23/09/2017 Administrator

Uma equipa constituída por alunos portugueses e brasileiros desenvolveu um carro de Fórmula 1 em miniatura para participar na "F1 in Schools", uma competição mundial para estudantes, cuja final ocorre entre domingo e quarta-feira, na Malásia.

A "F1 in Schools", criada em 1999, é disputada em mais de 40 países e atinge cerca de 20 milhões de estudantes, num evento que faz parte das atividades do 'grand prix' (grande prémio) que encerra a temporada da Fórmula 1, tendo o apoio da Federação Internacional do Automóvel.

O carro construído pela equipa luso-brasileira HedgeX, com o apoio do Instituto de Ciência e Inovação em Engenharia Mecânica e Engenharia Industrial (INEGI), do Porto, mede, aproximadamente, 20 centímetros de comprimento e é propulsionado por uma garrafa de dióxido de carbono que, ao ser perfurada, faz com que o carro dispare, explicou à Lusa Gustavo Carmo, de 17 anos, um dos alunos portugueses.

O peso é o aspeto "mais importante para ter o carro mais rápido", mas a aerodinâmica, que estiveram a estudar no INEGI, é também "fundamental", indicou o antigo aluno Escola Secundária Alves Martins, em Viseu, que entrou este ano para o curso de Engenharia Mecânica, na Faculdade de Aveiro.

"Temos de conhecer bem os materiais, a sua densidade e resistência, para conseguirmos escolher os componentes onde podemos poupar peso", relatou, acrescentando que precisavam do INEGI para esclarecer "vários assuntos ao mesmo tempo, da aerodinâmica à impressão 3D".

Segundo Gustavo Carmo, que já participa há três na competição a nível nacional, é a experiência adquirida em eventos como este que marca a diferença no mercado de trabalho.

"Quanto mais fizermos, para além do é esperado de nós, mais oportunidades temos no futuro de sermos bem sucedidos", referiu.

Do lado português fazem ainda parte do projeto Pedro Fernandes e Alexandre Pereira, com 18 e 19 anos, respetivamente, antigos alunos do Agrupamento de Escolas Padre Benjamim Salgado, de Joane (Famalicão).

A "F1 in Schools", criada em 1999, é disputada em mais de 40 países e atinge cerca de 20 milhões de estudantes, num evento que faz parte das atividades do 'grand prix' que encerra a temporada da Fórmula 1, tendo o apoio da Federação Internacional do Automóvel.

Os alunos portugueses que constituem a equipa HedgeX foram os vencedores da última edição da competição a nível nacional, que decorreu em 2016.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon