Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

"Era difícil imaginar uma faceta revolucionária no Nantes", diz Deschamps sobre Sérgio Conceição

Logótipo de O Jogo O Jogo 31/03/2017 Alcides Freire

Formado no Nantes, o antigo médio e hoje selecionador gaulês enaltece papel do técnico português na reabilitação dos canários

Didier Deschamps efetuou uma viagem às suas origens no Nantes, onde fez as primeiras quatro épocas como profissional, entre 1985 e 1989. A ligação afetiva não se perdeu e leva-o a avaliar o atual momento dos canários, bem como o comando técnico de Sérgio Conceição. "Tem personalidade, métodos próprios e fala com sinceridade", define à revista "Le Vestiaire Nantais". "As pessoas hoje conhecem-no pelas reportagens, o percurso, a família... Eu conheço-o melhor. Era um jogador que já tinha um forte temperamento e qualidades no campo. Defrontei-o em Itália e na seleção", recorda.

© Fornecido por O jogo

É possível que Deschamps tenha revisto algumas vezes a polémica meia-final França-Portugal no Euro"2000 (2-1). O golo inaugural (de Nuno Gomes) resultou de um roubo de bola de Sérgio Conceição ao gaulês, fazendo a assistência. Foi a última vez que se defrontaram, mas já antes, em 1998, Sérgio tinha "sacado" uma Supertaça de Itália à Juventus de Deschamps, num golo pela Lázio nos instantes finais (2-1).

No Nantes, Deschamps não chegou a conquistar nenhum troféu, mas o clube vivia com um espírito positivo que parece recuperar-se. "Os resultados provam que Sérgio estava certo. Ele tem a sua forma de trabalhar e eu não a discuto. A partir do momento em que os resultados aparecem e a atmosfera no estádio volta ao normal, é bom. Durante algum tempo, o ambiente era mais do que tenso", recorda. A contratação do técnico é interpretada como um murro na mesa. "Era difícil imaginar uma faceta revolucionária no Nantes, mas tudo evolui e em toda parte", conclui o selecionador francês.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon