Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Escapou ao acidente aéreo e agora foi despedido pela Chapecoense

Logótipo de O Jogo O Jogo 03/03/2017 Hugo M. Monteiro

Avançado Martinuccio foi acusado pelo clube catarinense de "falta de compromisso".

Alejandro Martinuccio já não é jogador da Chapecoense. Através das redes sociais, o avançado argentino anunciou "o fim de um ciclo", que começou em 2016, quando assinou pelo emblema catarinense.

Em novembro, Martinuccio, 29 anos, escapou ao acidente aéreo que vitimou grande parte do plantel da "Chape" por se encontrar lesionado, não integrando a comitiva que se deslocava para a Colômbia.

Anteriormente, o avançado tinha sido acusado de "falta de compromisso" com o clube, dado que, depois de ser dado como inapto pela equipa médica da Chapecoense, disse no Twitter que se encontrava a 100 por cento, atitude fortemente criticada pelo diretor desportivo João Carlos Maringa:

"Esse tipo de comportamento não tem lugar na reconstrução da Chapecoense. Esta é a minha mensagem. Martinuccio devia ter ido ao balneário abraçar os companheiros, mas demonstrou que não está envolvido no nosso projeto", atirou, na altura, o dirigente.

© Reprodução/Twitter

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon