Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Espanhóis apontam os motivos que levam Neymar a ponderar sair

Logótipo de O Jogo O Jogo 21/07/2017 António Soares

Não são só questões económicas que têm levado o avançado a repensar o futuro no Barcelona

Neymar está cansado de viver na sombra de Messi, no Barcelona, e isso estará a levar o brasileiro a ponderar deixar os catalães, segundo escreve o jornal "Sport". Não são só os milhões do Paris Saint-Germain que estão a atrair o avançado, mas em Paris Neymar será, sem dúvida, o número um da hierarquia do clube francês, enquanto em Barcelona começou por chegar ansioso por aprender com o argentino, antes de ter de aceitar viver com o peso de Messi.

A situação não impediu o brasileiro de alcançar várias metas na Catalunha, mas o desgaste provocado por quatro temporadas juntos pode agora ajudar a empurrar Neymar para o Paris Saint-Germain e para a liderança de um projeto assumidamente arrojado do emblema francês, que continua a apontar à conquista da Liga dos Campeões.

Além de Messi, o "Sport" sublinha que o clã brasileiro do Barcelona também perdeu peso nos últimos anos. Dani Alves saiu; Douglas está de passagem e Adriano também já foi, sobrando apenas Rafinha. A situação contribuiu para que Neymar se sinta mais isolado, longe da amizade entre Messi e Suárez unidos pela mesma língua, estado civil, idade, filhos, mulheres, etc... Em Paris, pelo contrário, Neymar teria a oportunidade de conviver com Thiago Silva, Marquinhos, Lucas, Motta e de reencontrar Dani Alves, recentemente contratado à Juventus.

Com o Paris Saint-Germain, onde o "Sport" garante que o brasileiro já terá um pé, Neymar seria a bandeira do grande projeto do clube, que passa pela conquista da Liga dos Campeões, feito que a verificar-se, o lançaria para uma forte candidatura à conquista da Bola de Ouro, troféu para o qual só uma vez conseguiu estar no pódio.

Para além do salário astronómico que o Paris Saint-Germain está disposto a oferecer-lhe, ao sair de Espanha Neymar deixaria de estar no centro das atenções das finanças espanholas, que têm mantido sempre muito pressão sobre as contas do brasileiro.

Por fim, o "Sport" sublinha que Ernesto Valverde não é um treinador que o seduza particularmente, ou admire, pelo que este também não será um argumento de peso para o levar a permanecer no Barcelona.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon