Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Espanhóis estranham Casillas no banco até na Taça da Liga, mas elogiam José Sá

Logótipo de O Jogo O Jogo 25/10/2017 Hugo M. Monteiro
© Fábio Poço / Global Imagens

Espanhol voltou a ficar no banco frente ao Leixões e os espanhóis afirmam que a situação "já roça o ridículo".

Iker Casillas já não defende a baliza do FC Porto desde o clássico frente ao Sporting, tendo sido suplente nos jogos frente ao Leipzig, Paços de Ferreira e Leixões, este último a contar para a Taça da Liga. A situação continua a surpreender os espanhóis, que apontam alguns motivos para explicar a atual situação do espanhol.

O jornal As afirma que Casillas tem "três grandes dores de cabeça", começando pelo treinador. "Conceição pôs o FC Porto na liderança do campeonato quatro anos depois, uma posição de força que lhe permite fazer o que quer com os seus jogadores. Ninguém é sagrado", refere o diário espanhol. No entanto, o estatuto de suplente de Casillas na Taça da Liga, frente ao Leixões, surpreendeu os espanhóis, que afirmam que a situação "já começa a roçar o ridículo".

Depois, José Sá. O guarda-redes de 24 anos é muito elogiado pelo jornal espanhol, que faz referência à cláusula de 30 milhões de euros - "justificada" - do internacional português e garante que Sá é um guarda-redes que dá garantias, pelo que "Conceição não arrisca muito com a mudança" na baliza.

Por fim, o jornal As faz referência à questão salarial e às "dificuldades financeiras" dos dragões. O diário espanhol refere que o clube deve aliviar a folha salarial, começando por "Casillas e Maxi Pereira, agora companheiros no banco de suplentes", finalizou.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon