Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Espanhol Banco Santander aumenta lucros até setembro para 5.077 ME

Logótipo de O Jogo O Jogo 26/10/2017 Administrator

O Santander teve lucros de 5.077 milhões de euros entre janeiro e setembro deste ano, mais 10% do que no mesmo período de 2016, divulgou hoje o grupo bancário espanhol que detém em Portugal o Santander Totta.

Na informação financeira enviada ao regulador dos mercados espanhol, o Santander explica que os resultados incluem 515 milhões de euros de custos extraordinários, incluindo 300 milhões de euros para despesas de integração do Banco Popular.

Na mesma informação financeira hoje divulgada, o Santander considera que os resultados dos nove primeiros meses deste ano mostram uma evolução positiva das receitas (com reflexo na margem financeira e comissões), melhoria ligeira do rácio de eficiência e boa evolução do custo do crédito.

Por áreas geográficas, o grupo teve lucros de 2.218 milhões de euros na Europa continental, para os quais a operação em Portugal (onde tem o Santander Totta) contribuiu com 336 milhões de euros entre janeiro e setembro, mais 15% do que nos primeiros nove meses de 2016.

Já em Espanha o resultado foi de 914 milhões de euros (sem contar com o Banco Popular), o Santander Consumer Finance (unidade de financiamento ao consumo) contribuiu com 943 milhões e a operação na Polónia com 219 milhões.

No Reino Unido, o ganho foi de 1.201 milhões de euros.

Na Americana Latina, o grupo ganhou 3.169 milhões de euros, dos quais 1.902 milhões no Brasil, 532 milhões no México e 440 milhões no Chile.

Já dos Estados Unidos o contributo para o lucro foi de 337 milhões.

Contudo, é de referir que estes valores por áreas geográficas não têm em conta alguns custos extraordinários.

Os resultados do grupo Santander até setembro são marcados pela aquisição do Banco Popular.

A 06 de junho, o Banco Central Europeu (BCE) decretou que o espanhol Banco Popular não era viável e determinou a sua resolução, tendo então o espanhol Santander acordado comprar a instituição financeira pelo preço simbólico de um euro. Para permitir a compra, o Conselho de Administração do Banco Santander concordou com um aumento de capital de sete mil milhões de euros, para garantir o capital e as provisões necessários à operação, o que já fez.

Esta operação tem impacto em Portugal, onde será feira a fusão entre o Banco Popular Portugal e o Santander Totta.

Na informação hoje divulgada, o Santander recorda que já foi "acordada a venda de determinadas sociedades filiais portuguesas [do Popular] ao Santander Totta", estando para já à espera das "autorizações administrativas habituais nestes casos". Refere, contudo, que se tratam de operações dentro do grupo "sem efeito nos resultados".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon