Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

EUA confiscam bens de milhões de dólares em caso de corrupção petróleo Nigéria

Logótipo de O Jogo O Jogo 15/07/2017 Administrator

As autoridades norte-americanas vão confiscar, no quadro de um caso de corrupção, ativos nos EUA de dirigentes nigerianos de sociedades petrolíferas, informou o Departamento de Justiça na sexta-feira.

Entre os ativos está um iate avaliado em 80 milhões de dólares (70 milhões de euros), designado 'Galactica Star', bem como um edifício, avaliado em 50 milhões de dólares, perto de Central Park, em Nova Iorque.

Estes bens figuram entre os ativos envolvidos em assinaturas de contratos atribuídos por uma antiga ministra do Petróleo nigeriana, entre 2011 e 2015.

"Os EUA não são um santuário para os frutos da corrupção", afirmou o procurador-geral-adjunto, Kenneth Blanco, no comunicado com esta informação.

"Os dirigentes de empresas e responsáveis estrangeiros corrompidos não se devem enganar: se fundos ilegais estiverem ao alcance das autoridades norte-americanas, vamos procurar apreendê-los e devolvê-los a quem foram roubados", acrescentou.

Estes ativos foram adquiridos com os lucros resultantes dos contratos petrolíferos concedidos pela antiga ministra do Petróleo nigeriana Diezani Alison-Madueke, ainda segundo do Departamento da Justiça.

Na documentação judicial afirma-se que a ministra tinha aceitado 'luvas' da parte dos dirigentes petrolíferos Kolawole Akanni Aluko e Olajide Omokore.

Estes conseguiram chorudos contratos e venderam petróleo nigeriano no montante de 1,5 mil milhões de dólares.

Aluko e Omokore vieram a gastar milhões de dólares em apartamentos, mobiliário e peças de arte, designadamente em Londres e no Estado do Texas.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon