Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

EUA voltam a pressionar Curdistão sobre referendo pela independência

Logótipo de O Jogo O Jogo 21/09/2017 Administrator

Os Estados Unidos voltaram a pressionar, na quarta-feira, o Curdistão iraquiano a desistir do referendo pela independência, marcado para dia 25, e apelam ao governo regional para que encete negociações com o Iraque.

Em comunicado, o Departamento de Estado norte-americano afirma que os Estados Unidos "se opõem firmemente" ao referendo, uma posição que dizem ser acompanhada "por todos os vizinhos do Iraque e, virtualmente, por toda a comunidade internacional".

"Os Estados Unidos exortam os dirigentes curdos iraquianos a aceitarem a alternativa de um diálogo sério com o governo central, agilizado pelos Estados Unidos e pelas Nações Unidas", sublinhou a diplomacia norte-americana.

O Curdistão beneficia de uma autonomia desde 1991, que se tem alargado ao longo dos anos.

O Presidente curdo, Massoud Barzani, cujo mandato expirou em 2015, tem insistido que a independência é a única escolha deixada aos curdos na ausência de um parceiro em Bagdade.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon