Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Eurodeputado quer liberalização de vistos com Cabo Verde na agenda de presidência búlgara

Logótipo de O Jogo O Jogo 22/09/2017 Administrator

O eurodeputado búlgaro Andrey Kobatchev manifestou hoje, na cidade da Praia, a sua intenção de colocar a liberalização de vistos para Cabo Verde na agenda da próxima Presidência de União Europeia, que será assumida pela Bulgária em janeiro.

"Vamos colocar a liberalização de vistos com Cabo Verde na agenda da presidência da Bulgária. Tal como o reforço das instituições e a disseminação do bom exemplo de Cabo Verde na região. A segurança e as questões da imigração são, neste momento, as mais importantes para a Europa e Cabo Verde é o nosso grande aliado nesta região", disse Andrey Kobatchev, representante dos populares europeus.

O deputado búlgaro falava hoje aos jornalistas na cidade da Praia, no final de uma visita de três dias de uma delegação de eurodeputados a Cabo Verde, que integrou também os eurodeputados Charles Tannock (conservadores) e Ana Gomes (socialistas).

O deputado búlgaro sublinhou a importância, neste processo, de dar maior visibilidade a Cabo Verde na União Europeia, mas também da União Europeia em Cabo Verde.

No final da visita, os eurodeputados mostraram-se ainda disponíveis para "fazer um lóbi positivo" a favor de Cabo Verde nas instituições europeias.

Charles Tannock, que liderou a missão, garantiu "pressão parlamentar" para aprofundar a questão da mobilidade entre Cabo Verde e a União Europeia e insistiu na necessidade de Cabo Verde fazer a sua parte em matéria de segurança biométrica dos passaportes e das fronteiras.

O eurodeputado britânico sublinhou a vontade do Parlamento Europeu de reforço das relações com os países africanos.

"Sendo Cabo Verde um parceiro que comparte os nossos valores em termos de direitos humanos e que teve recentemente uma transição pacífica entre dois governos, é um modelo que gostaríamos de exportar para o resto de África", disse.

Os eurodeputados, que visitaram ilhas Santiago, São Vicente e Santo Antão - que consideraram ter grande potencial turístico - comprometeram-se também a trabalhar na mobilização de financiamento para a construção do já anunciado aeroporto para Santo Antão.

Charles Tannock adiantou que irá procurar junto do Banco Europeu de Investimentos saber quais as possibilidades de cofinanciamento dessa infraestrutura, que considerou fundamental para o desenvolvimento da ilha.

"Será um financiamento a juros muito baixos. O BEI tem uma percentagem do capital para investir em projetos não europeus e [o aeroporto de Santo Antão] seria um bom exemplo para o uso desse capital", disse.

Os deputados mostraram-se ainda empenhados em encontrar uma solução de longo prazo para as autorizações de exportação de pescado de Cabo Verde para a União Europeia, que carecem de renovações periódicas.

"O acordo já foi renovado uma ou duas vezes. Isso não pode ser um modelo que seja estável a longo prazo. Tem de haver um acordo bilateral com Cabo Verde" ou tem que se viabilizar o acordo comercial multilateral entre a União Europeia e a Comunidade de Países da África Ocidental (CEDEAO), que não entrou em vigor por falta de concordância da Nigéria, adiantou.

No âmbito da visita dos eurodeputados, o presidente do Parlamento cabo-verdiano, Jorge Santos, endereçou um convite ao presidente do Parlamento Europeu, António Tadjani para que visite Cabo Verde.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon