Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Europeu atletismo: Patricia Mamona e Susana Costa na final do triplo salto

Logótipo de LusaLusa 03/03/2017 Filipe Bravo
INÁCIO ROSA/LUSA © LUSA / INÁCIO ROSA INÁCIO ROSA/LUSA

Belgrado, 03 mar (Lusa) - Patrícia Mamona e Susana Costa, as duas portuguesas em prova no triplo salto dos Europeus de atletismo de pista coberta, qualificaram-se hoje para a final e voltam a competir em Belgrado no sábado à tarde.

Atual campeã europeia absoluta, Patricia Mamona foi sétima e primeira repescada para a final, com 14,03 metros, enquanto Susana Costa foi a oitava posicionada, fechando o grupo de finalistas com 13,97, um novo recorde pessoal 'indoor' para esta atleta.

A qualificação do triplo salto feminino, com 18 atletas em ação, teve um nível bastante elevado, com seis atletas a atingir a marca de apuramento direto, a 14,05.

Destaque para duas atletas alemãs, Jenny Elbe e Kristin Gierisch, com saltos a 14,27 e 14,26. Completam a lista de finalistas a espanhola Anna Pelletero, a finlandesa Kristiina Makela, a polaca Anna Jagaciak e a grega Paraskevi Papahristou.

Foi menos fácil do que o esperado o apuramento de Patricia Mamona, que abriu a qualificação a 13,80, a que se seguiu um salto a 13,75. Na segunda ronda, estava virtualmente fora da final, retificando depois com um salto a escassos dois centímetros da marca de qualificação direta.

Susana Costa esteve em crescendo, com saltos a 13,72, 13,92 e 13,97 - este um novo recorde pessoal por três centímetros.

Nas qualificações do salto em comprimento feminino, Marcos Chuva fez três nulos, pelo que sai de Belgrado sem qualquer salto válido, no último lugar entre os atletas em prova.

Com 7,72 metros teria seguido para a final, ele que tem esta época 7,91 metros, nos Campeonatos de Portugal, marca de que ficaria, no entanto, muito distante no Nacional de Clubes, uma semana depois.

Entretanto, no pentatlo, Lecabela Quaresma está a fazer uma boa prova e segue em sétimo após os 60 metros barreiras e o salto em altura. Com 1.996 pontos até agora, vai em andamento para recorde pessoal.

Após 8,52 segundos nas barreiras, o seu melhor de 2017, superou-se no salto em altura e com 1,78 metros fez um novo recorde pessoal.

Ainda hoje, Lecabela completa o pentatlo, enquanto Nelson Évora estará nas qualificações do triplo e Emanuel Rolim corre a primeira ronda dos 1.500 metros.

FB // NF

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon