Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Ex-dirigente do Benfica questiona opções de Rui Vitória

Logótipo de O Jogo O Jogo 09/03/2017 Hugo M. Monteiro

Depois da goleada sofrida em Dortmund, António Figueiredo colocou em xeque algumas das decisões do treinador do Benfica.

O Benfica foi derrotado em Dortmund, pelo Borussia local, por um expressivo 4-0, resultado que ditou o afastamento das águias da Liga dos Campeões, apesar da vitória (1-0) na Luz, na primeira mão dos oitavos de final.

Em declarações à Antena 1, o antigo dirigente encarnado, António Figueiredo apontou o dedo a Rui Vitória, questionando algumas das opções tomadas pelo técnico.

© Álvaro Isidoro/Global Imagens

"Gostava de perceber o que aconteceu a alguns elementos do plantel. Há mais jogadores, queria entender o que é que o [André] Horta tem, por exemplo. Porque é que o Carrillo foi substituído no sábado [frente ao Feirense] e o Salvio continuou em campo. Não percebo porque é que o Rafa nem convocado foi. É um jogador muito rápido e podia ser uma seta apontada à defesa alemã", questionou António Figueiredo, estendendo a sua análise a Pizzi e André Almeida:

"Não se pode pedir ao Pizzi que faça tudo. Também não se pode pedir isso tudo ao André Almeida, que paga por ser um jogador que faz várias posições. No ano passado jogava a lateral direito e, para mim, foi com alguns laivos de surpresa que não foi à Seleção Nacional", completou, garantindo, contudo, que mantém a confiança em Rui Vitória:

"O meu apoio continua a ir para o Rui Vitória, que é o treinador do Benfica, mas uma pessoa pode ter a sua opinião".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon