Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Ex-funcionária municipal de Águeda acusada de se apropriar de 80 mil euros

Logótipo de O Jogo O Jogo 17/10/2017 Administrator

O Ministério Público (MP) de Aveiro acusou uma ex-funcionária das piscinas municipais de Águeda de peculato, por se ter apropriado indevidamente de mais de 80 mil euros dos utentes, informou hoje a Procuradoria-Geral Distrital (PGD) do Porto.

De acordo com uma nota publicada na página oficial da PGD do Porto, na Internet, os factos ocorreram entre setembro de 2010 e maio de 2011.

Durante este período, a arguida ter-se-á apropriado de 82.739 euros que recebera de utilizadores da piscina como pagamento.

O MP considerou ainda indiciado que a arguida viciou três cheques que lhe tinham sido entregues para efetuar pagamentos ao município de Águeda e que os depositou na sua conta.

Segundo os investigadores, a mulher terá conseguido receber o valor monetário indicado num dos cheques, apropriando-se, assim, de mais 126 euros.

Além de um crime de peculato, a arguida está ainda acusada pela prática de três crimes de falsificação de documento.

Fonte da Câmara de Águeda disse à Lusa que a mulher foi suspensa, numa primeira fase, e mais tarde foi despedida com justa causa.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon