Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Ex-líder do PSD na Assembleia Municipal do Porto abandona o partido

Logótipo de O Jogo O Jogo 05/07/2017 Administrator

O ex-líder da bancada do PSD na Assembleia Municipal do Porto, Luís Artur Pereira, desfiliou-se do partido por um "imperativo de consciência", decidindo agora apoiar a recandidatura do independente Rui Moreira à presidência da câmara municipal.

Em carta datada de terça-feira que enviou ao líder do PSD, Pedro Passos Coelho, a que a Lusa teve hoje acesso, Luís Artur afirma ser "doloroso abandonar um partido" do qual é militante há 41 anos, mas afirma tratar-se de "um imperativo de consciência".

"O PSD do Porto, nos últimos tempos radicalizou o discurso, tem um candidato à presidência da Câmara [Álvaro Almeida] que não tem afinidades com o PSD, que não tem uma ideia de cidade e que a única coisa que sabe fazer é dizer mal de tudo, acentuando a via radical da candidatura", refere, acrescentando que decidiu apoiar o independente Rui Moreira por acreditar "na sua visão estratégica e de futuro para o Porto".

O deputado da Assembleia Municipal do Porto, recentemente designado pelo presidente da Câmara, Rui Moreira, para representar até abril de 2020 a autarquia no Coliseu do Porto, afirma nada ter contra Passos Coelho e contra a sua liderança, mas "em primeiro lugar" está a sua cidade e, "em consciência", sente que deve apoiar o Porto, "em total liberdade, como sempre".

"Fui líder da bancada do PSD na Assembleia Municipal do Porto nos últimos três anos e meio e atrevo mesmo a dizer-te que fui o rosto da oposição do Porto. Mas, como disse no meu discurso de tomada de posse, nunca fui oposição ao Porto. Fui uma oposição firme mas moderada e construtiva, como deve ser a de um partido responsável com ambições de poder. Fui leal ao PSD e há minha cidade", diz a Passos.

Luís Artur Pereira abandonou a liderança da bancada do PSD naquele órgão autárquico no início de junho, afirmando na ocasião à Lusa negar-se a "seguir a via radical que o partido quer".

Na carta que endereçou a Passos Coelho, Luís Artur diz que "a via radical da candidatura" do PSD à liderança da autarquia o motivou a pedir a demissão de líder da bancada na Assembleia Municipal, porque, diz, "estava impedido de continuar a fazer uma oposição construtiva e responsável" depois "de ter sido vítima de ataques de caráter", que considera terem sido "o fim da linha".

"O PSD precisa de repensar com urgência a sua organização interna, nomeadamente as estruturas da área residencial", defende Luís Artur na carta.

Apesar de se desfilar do PSD, Luís Artur garante ao líder partidário que continuará agora, fora do partido, a ser "social-democrata e a seguir o legado e os ensinamentos políticos e ideológicos de Francisco Sá Carneiro".

O deputado justifica o apoio à candidatura de Rui Moreira por comungar "da ideia de cidade e de propostas" do presidente da Câmara independente.

"O desenvolvimento e a sustentabilidade da cidade numa visão personalista e humanista são conceitos que subscrevo como social-democrata" e "reconheço a Rui Moreira uma grande capacidade de liderança pelo Porto e pela região, e essa é mais uma razão que me leva a apoiá-lo", afirma ainda a Passos Coelho.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon