Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Ex-ministro das Finanças da África do Sul Pravin Gordhan defende demissão de Zuma

Logótipo de O Jogo O Jogo 18/07/2017 Administrator

O antigo ministro das Finanças da África do Sul Pravin Gordhan, demitido em março pelo Presidente Jacoz Zuma, defendeu hoje, pela primeira vez, a demissão do chefe de Estado, envolvido em várias acusações de corrupção.

"Eu acho que o Presidente deve ser claro e deixar qualquer outra pessoa liderar este país, para que possamos corresponder às aspirações de Madiba [Nelson Mandela] e da sua geração para a África do Sul", disse o reputado economista, conhecido pelas suas posições contra a corrupção e o compadrio.

Gordhan junta-se, assim, a várias personalidades dentro do partido no poder, o Congresso Nacional Africano, que defendem a saída do Presidente, enredado num conjunto de escândalos que contribuíram para o abrandamento da economia e para a descida do 'rating' do país pelas agências de notação financeira.

A crise política na África do Sul levou a oposição a apresentar uma moção de censura, que será debatida dia 8 de agosto no Parlamento, mas devido à confortável maioria do CNA, deverá ser chumbada.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon