Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Execução de acordo de partilha de infraestrutura com NOS "começa no próximo ano" - Vodafone

Logótipo de O Jogo O Jogo 03/10/2017 Administrator

O presidente executivo da Vodafone Portugal, Mário Vaz, afirmou hoje que a execução do plano de desenvolvimento e partilha de infraestrutura fixa e móvel com a NOS "começa no próximo ano".

Questionado sobre o valor do investimento no âmbito deste acordo, num encontro com jornalistas, em Lisboa, Mário Vaz afirmou que "vai dar bastante", mas escusou-se a avançar números, uma vez que o anúncio desta parceria com a operadora NOS acontece a meio do ano fiscal da empresa.

"A execução começa no próximo ano", disse.

Na sexta-feira, 29 de setembro, a Vodafone e a NOS anunciaram um acordo que abrange a partilha recíproca de fibra escura [fibra de última geração] em cerca de 2,6 milhões de casas, em que cada uma das entidades partilha com a outra um valor equivalente de investimento, sendo também alargada à infraestrutura móvel, onde está assegurada a partilha mínima de 200 torres móveis.

A partilha da rede permitirá à Vodafone Portugal chegar a mais 1,3 milhões de famílias e empresas, passando a operadora a totalizar cerca de quatro milhões de casas passadas com rede de última geração.

"Esta é a primeira vez que fazemos um acordo com esta expressão [no móvel], são cerca de 200 torres. Porque a cobertura vai requerer, no futuro, a criação do desenvolvimento da rede móvel e isso exige novas torres. Achamos que devemos fazer aí investimento eficiente", disse hoje Mário Vaz.

No mínimo, disse, serão 200 torres, sendo que, "no total, poderão vir a ser 400", ou seja, "200 cada um".

"Para o alargamento, na rede de fibra cada um disponibilizará ativos. No caso da Vodafone pode ser fibra já existente que tem de ser adaptada para acomodar um novo" operador, além da entrada em novas zonas, acrescentou.

O plano de investimento da operadora estará concluído no primeiro semestre.

Quando questionado sobre um eventual acordo com a Altice, Mário Vaz disse que a PT já tinha "dito antes que não estava disponível" e recordou que a Vodafone tem sido o operador "que nos últimos anos" fez acordo "com todos" os outros".

"Se outro operador quiser falar connosco, ouviremos", disse.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon