Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Exportações do têxtil e vestuário português aumentam 4,3% até julho, para 3.172 ME

Logótipo de O Jogo O Jogo 08/09/2017 Administrator

As exportações portuguesas de têxtil e vestuário aumentaram 4,3%, para 3.172 milhões de euros, até julho face ao período homólogo, destacando-se a subida de quase 11% das vendas para fora da União Europeia, divulgou hoje a associação setorial.

Segundo a Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATP), as exportações de vestuário de malha aumentaram 4% (acréscimo de 51 milhões de euros) e as de tecidos impregnados, revestidos, recobertos ou estratificados e têxteis de uso técnico subiram 12,3% (aumento de 17 milhões de euros).

Em alta estiveram também as vendas de vestuário em tecido (+2,5%, um acréscimo de 15 milhões de euros), de fibras sintéticas ou artificiais descontínuas (+7%, 10 milhões de euros), de pastas, feltros e artigos de cordoaria (+5,9%, um aumento de 9,4 milhões de euros) e de matérias-primas de algodão, incluindo fios e tecidos (+9,2%, um créscimo de 9,3 milhões de euros).

De acordo com a ATP, as exportações para destinos fora da União Europeia cresceram quase 11%, com destaque para os EUA (+13%), Angola (+58%), Brasil (+93%), China (+20%) e República da Coreia (+86%), "que passaram a figurar no 'ranking' dos países com maiores crescimentos absolutos".

Neste 'ranking', que é liderado pela França (+6%, correspondente a um acréscimo de 23 milhões de euros), constam ainda a Espanha (+2%), a Itália (+12%), a Alemanha (+5%) e a Holanda (+10%).

No final de julho, a balança comercial do setor têxtil e vestuário português registou um saldo positivo de 792 milhões de euros, com uma taxa de cobertura de 133%.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon